Como aprender a programar do zero: passo a passo

Como aprender a programar do zero: passo a passo

Quer entrar em um mercado de trabalho que não para de crescer, mas não sabe por onde começar? Pela programação. A programação é uma das áreas que demandará quase 800 mil profissionais até 2025.  Acompanhe esse passo a passo até o final para aprender como programar do zero. Boa leitura!

O que é programação?

Programação é o processo de desenvolvimento que usa de linguagem específica para atribuir ações que serão entendidas e interpretadas por máquinas. Em outras palavras, programação é o conjunto de instruções presentes na linguagem de programação. Sendo didático, programação é a língua que as máquinas entendem e obedecem.

Por que aprender programação é importante? 

Se engana quem acha que programação é só a linguagem. Para programar é necessário ter raciocínio lógico, isso porque é necessário resolver problemas de todos os tipos. Além disso, para programar é necessário desenvolver pensamento estruturado. O pensamento estruturado, por sua vez, pode auxiliar em outras inúmeras áreas do conhecimento como comunicação, por exemplo.

Conheça mais cinco motivos para aprender a programar

https://kenzie.com.br/blog/porque-aprender-programacao-conheca-5-motivos/

Para que serve a programação?

A programação é responsável pelos códigos que os computadores entendem. Ela processa dados, faz cálculos e realiza as ações programadas. Sendo assim, ela serve como “tradutora” entre humanos e máquinas. 

O que se pode fazer com programação?

A internet, de modo geral, softwares, sistemas e bancos de dados existem por causa da programação. Além dos quatro resultados do uso de programação que veremos abaixo, podemos incluir ainda programação de sistema web, programas para desktop, programas de linha de comando, automação, scripts, macros de word e excel, extensores de navegador e artes (creative coding). 

Sites

Quem vê a interface de um site, muitas vezes não imagina o que há na estrutura. E é programação pura. Seja na criação de complexos conjuntos de regras ou comandos de linguagem. 

São dois tipos de programação neste caso: front-end (o que aparece para o usuário na página) e back-end (estrutura oculta que orienta o funcionamento do site). 

As linguagens mais usadas são JavaScript e o framework React para front-end e Java, PHP, Python e o framework Node.js para back-end

Aplicativos

Nada mais atual do que o uso de programação em aplicativos. A popularização de smartphones e tablets resultou no aumento da demanda de mercado pela produção de aplicativos. 

As empresas têm enxergado que, às vezes, é mais efetivo utilizar um app do que remodelar seus sites. Sem falar que atualmente o uso de aplicativos aumentou bastante, impulsionado pelo uso maciço de aplicativos. 

Games

Os games também vieram para ficar. Pesquisa da Data Base indica que, no Brasil, 72% dos usuários de internet jogam. Na China são 90%. Com grande demanda e em expansão, os games são todos baseados em programação, seja no design ou na operação dos jogos. A linguagem de programação C++ é a mais utilizada nestes casos. 

Sistemas Operacionais

Computadores e celulares precisam de sistemas que ordenem suas ações, chamados de operacionais. Os sistemas operacionais possibilitam a existência de sistemas menores dentro deles, como os aplicativos de celular. Alguns exemplos conhecidos são o Windows, Linux, Android, IOs e Windows Phone. A principal linguagem de programação usada é a C. 

De que forma posso começar a aprender a programar?

Existem algumas formas de iniciar a programar. Aprender raciocínio lógico é uma delas e fará toda a diferença. Pesquise sobre todas as possibilidades de ensino e veja qual combina mais com você. Vamos te mostrar cinco exemplos. 

Curso online

A grande vantagem do curso online é a flexibilidade de poder assistir às aulas quando e de onde estiver. Porém, assim como em qualquer estudo, é preciso ter disciplina. 

Outra vantagem é o preço que pode ser inferior aos outros tipos de estudo. Entretanto, é preciso levar em conta que nem todo curso online tem mentoria, espaço para tirar dúvidas e trocar ideias e contatos. 

Sites e vídeos

Existe uma imensidão de conteúdos na internet sobre programação e de graça. São vídeos, fóruns, sites. Basta procurar. Entretanto, não há um instrutor e o processo de aprendizado pode ser mais demorado, afinal, não segue rigorosamente uma estrutura como as propostas em cursos, universidades, entre outras, e sim do próprio método de quem está estudando. 

Curso técnico

Com duração menor do que um curso universitário, o curso técnico é outra opção para aprender programação. São centenas de opções. Um ponto positivo é que no curso técnico, há certificação oficial que pode ser um diferencial no mercado. 

Faculdade

Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Sistemas de Informação, Ciência e Engenharia da Computação são exemplos de graduações de cursos superiores em Tecnologia da Informação. Essas opções são para quem quer seguir uma carreira de programador e sabe que vai investir tempo e dedicação nisso. 

As graduações são longas, geralmente de quatro anos, e também necessitam de um investimento alto. Muitas vezes por tratarem com foco o conteúdo teórico, as universidades acabam não se preparando para o mercado de trabalho. 

Bootcamps

Os bootcamps são estudos de curta duração porém intensos, isso porque duram dias. Programadores e aprendizes se reúnem, participam de aulas, workshop e tem a oportunidade de fazer contatos profissionais. Esse formato se tornou bastante popular, porém, não é uma das opções mais baratas. 

Escola de programação

Com uma experiência completa e voltada ao aprendizado para usar no mercado, as escolas de programação, tem esse caráter mais prático. Pelo menos é aqui que a Kenzie se encaixa ao trazer profissionais de grande experiência, oferecer aulas dinâmicas e suporte em tempo ao aluno. 

5 Linguagens de Programação para aprender do zero e dominar

Tudo que é programado passa por essa linguagens. Aprenda, saiba onde elas geralmente são aplicadas e domine as linguagens de programação. 

Python

A Python é uma linguagem de alto nível (que se aproxima da linguagem humana) usada em desenvolvimento web e de aplicativos, automações, machine learning e data science. O Youtube, Google e Instagram são alguns exemplos de aplicações em Python. É uma linguagem que está em alta no mercado. 

C

A linguagem C tem recursos de baixo nível (linguagem da máquina) e é notoriamente conhecida pela portabilidade, simplicidade e facilidade de uso. 

Java

É uma linguagem confiável para codificar desde aplicações até softwares. Ela é usada em jogos, sistemas operacionais, máquinas industriais, entre outros. Java existe desde os 90 é amplamente usada, muito por causa de suas características multi-paradigma e multi-plataforma, tanto que ela pode ser usada como plataforma também. 

C++

Além de contar com o código da linguagem C, tem uma enorme lista de códigos próprios. A C++ se destaca por ser uma linguagem versátil e que pode ser programada em baixo e alto nível. É muito aplicada em sistemas operacionais, editores de imagens, aplicativos comerciais e de celulares, para se ter uma ideia. 

C#

A linguagem C# é baseada na C++ e desenvolvida pela Microsoft. É raro encontrar onde o recurso não é usado no ecossistema da gigante de tecnologia. 

Menção Honrosa: PHP

A linguagem PHP (Página Inicial Pessoal) não poderia faltar nesta lista. Além de ser fácil de aprender, um código aberto, multiplataforma, com suporte a dados, aproximadamente 80% dos sites são escritos com ela. 

Passo-a-passo para aprender programação do zero

Arriscar em um ambiente novo é sempre um desafio. E para programar do zero é aconselhável estudar alguns fatores para saber o que esperar e poder se planejar. Confira cinco passos para aprender a programar do zero. 

1. Estude o mercado

Pesquise por empresas de recrutamento e quais as vagas disponíveis. Além disso, pesquise os salários e calcule se está dentro daquilo que você busca. Seja ativo em redes sociais profissionais como o Linkedin, aprendendo com colegas, observando o que as ações da área de tecnologia. Siga as principais empresas de tecnologia. Ou seja, utilize as ferramentas que tem em mãos para ter o máximo de informação possível sobre tecnologia e programação. 

2. Defina seus objetivos

Pense se você quer trabalhar com desenvolvimento web ou mobile, em home office ou presencialmente, que cargo quer ter? Trace planos de curto, médio e longo prazo, como por exemplo, criar uma página web nos próximos seis meses, ser engenheiro de Software em cinco anos, trabalhar na sua empresa preferida como gestor em dez anos. Persista. 

3. Escolha uma linguagem

Sabendo qual é o seu objetivo fica mais fácil escolher qual linguagem aprender. Se o seu sonho sempre foi programar para o mercado de games, C++, C# e Java, podem ser boas opções. Quer desenvolver sites? HTML e CSS. Essa escolha precisa caminhar junto aos objetivos. 

4. Crie um primeiro projeto (e um segundo, um terceiro…)

Em programação só se aprende fazendo. Sabendo qual linguagem usar, imagine uma empresa fictícia e vá criando sistemas para ela. Desenho quais as necessidades e num segundo momento, desenvolve o recurso. Quanto mais você programa, mais você aprende.  

5. Coloque na rotina

Ter constância nos estudos é muito importante. Portanto, dedique um tempo para estudar todos os dias, nem que seja um pouco. É melhor estudar períodos de tempos menores do que estudar por horas a fio, mas com intervalos de dias muito espaçados. O ideal é manter o assunto na cabeça constantemente e ir aprimorando. 

6. Participe da comunidade

No Linkedin, no Instagram, participe. Seja visto, tire dúvidas e esteja sempre por dentro dos conteúdos de outros programadores que você admira. 

7. Seja paciente e persista

Com o tempo você vai entender os conceitos, como aplicar e desenvolver. Ninguém nasce sabendo andar. Por isso, caminhe passo a passo, respeite seus limites, mas tenha dedicação, disciplina e persistência. 

Quanto tempo leva para aprender a programar do zero?

Com dedicação, em cerca de dois meses, é possível entender conceitos da lógica de programação e conhecer os passos primordiais em uma ou duas linguagens. É importante saber que um programador estará sempre em aprendizado. 

Como estudar programação sozinho do zero?

Pesquise muito sobre programação e veja qual produto final você gostaria de fazer, é game? Então qual é a linguagem mais indicada? Como está o mercado e quais materiais você pode consultar para aprender? Programar sozinho é sinônimo de ter muitas perguntas e ter que procurar as respostas sozinho. 

Porém, com determinação é possível. Definindo o que você gostaria de produzir, listar uma bibliografia, pesquisar, estudar e testar. Sempre testar. Neste tipo de estudo, os fóruns são de grande ajuda. 

Qual a linguagem de programação mais usada em 2022?

Uma das linguagens mais usadas no mundo, segue em alta. O Java é focado em serviços e atende bem as soluções de empresas, pois é fácil integrar com outras soluções. 

É muito difícil aprender a programar?

Aprender a programar, atualmente, é muito acessível. Porém, como em qualquer tipo de estudo é necessário comprometimento e constância. Estudar regularmente, fazer exercícios, errar para acertar. A determinação é fundamental para aprender.

Conclusão

Atualmente existem diversas formas de começar a programar do zero. São diversos tipos de cursos, linguagens de programação e métodos para estudar e entrar em um mercado de trabalho aquecido. Cada metodologia de aprendizado apresenta vantagens, porém o primordial é a determinação.

Se você gostou desse conteúdo e gostaria de entrar na área de programação, eu recomendo que você faça a sua inscrição na próxima turma da Kenzie Academy Brasil.