tela de código para como aprender a programar

5 Formas de aprender a programar do zero em 2020

Iniciar uma carreira em desenvolvimento web pode parecer muito desafiador para quem tem interesse em ingressar no mercado de tecnologia, mas conta com pouca ou nenhuma familiaridade com ele.

O universo da programação torna-se muito atrativo principalmente por seus altos salários e possibilidades de trabalho extremamente flexíveis, inclusive dando a seus profissionais muitas oportunidades de trabalho remoto para outros países.

Outra grande vantagem é que o setor raramente sofre algum tipo de abalo externo. Segundo levantamento da GeekHunter, mesmo com a crise do novo coronavírus, o mercado de TI foi um dos menos abalados no país.

Se você tomou a decisão de tornar-se um programador, ou pretende aprender sobre desenvolvimento para turbinar o seu currículo, não se assuste: saiba que com dedicação o processo pode ser muito mais simples do que parece.

E o melhor: é possível ter acesso à informação de qualidade e estudar em alto nível tanto nas instituições tradicionais – como universidades e cursos técnicos – como fora delas!

Ao longo deste artigo, explicarei um pouco melhor sobre o que é programação, quais os seus objetivos, como está o mercado hoje e quais as cinco melhores maneiras para você aprender a programar em 2020.

Vamos lá?

O que é programação?

É importante que, antes de aprender a programar, não reste nenhuma dúvida sobre o que realmente é programação.

Segundo o dicionário Michaelis, em informática, programação é, conceitualmente, desenvolvimento de programas de computador e/ou técnicas de desenvolvimento de programas.

Ou, em outras palavras…

Programação é todo o processo de desenvolvimento, em escrita específica, de um conjunto de instruções que podem ser lidas e interpretadas por uma máquina.

Essas instruções, por sua vez, devem ser criadas em idiomas compreendidos por essas máquinas: as linguagens de programação.

O que se pode fazer com programação?

Dado seu conceito, é possível imaginar que as possibilidades de criação a partir da programação são infinitas!

Basicamente, podemos afirmar que tudo que existe na internet existe graças ao desenvolvimento web. De mesmo modo, todos os softwares, sistemas e bancos de dados que existem no mundo inteiro também só foram possíveis graças à programação.

Conheça abaixo suas cinco aplicações mais comuns.

Sites

Esta é talvez a mais básica função da programação: criar sites.

Para a grande maioria das pessoas, uma página na internet é tão somente uma interface onde elas são capazes de ter contato com diversas informações e atingir determinada interatividade, mas para quem trabalha com a sua criação ela é um complexo conjunto de regras e comandos promovidos por uma ou mais linguagens de programação.

Os sites, assim como um livro, possuem duas constituições: a sua fachada, que envolve um tipo específico de desenvolvimento chamado front-end, e a sua estrutura interna, ou a parte de back-end.

A junção destas duas frentes de criação tem como resultado os sites e páginas como os conhecemos, onde podemos navegar quando acessamos a internet.
As linguagens de programação mais usadas no desenvolvimento de sites são JavaScript e o framework React para front-end e Java, PHP, Python e o framework Node.js para back-end.

Aplicativos

Com um estrondoso boom de consumo nos últimos anos, os aplicativos cresceram exponencialmente em importância dentro do conjunto de habilidades que um desenvolvedor deve ter em seu currículo.

Utilizados principalmente em dispositivos móveis, como smartphones e tablets, os aplicativos vêm substituindo os navegadores, uma vez que desenvolver um app e lançá-lo no mercado pode ser muito mais proveitoso para uma empresa do que adaptar todo o seu website para as necessidades de seus clientes.

Com o aumento dos acessos à internet através de telefones celulares, ser um programador especialista em desenvolvimento mobile é com certeza uma boa opção.

As linguagens de programação mais comuns no desenvolvimento de aplicativos são Java, Swift, Objective-C e Kotlin.

Games

O mercado de desenvolvimento de games está mais aquecido do que nunca.

Seja voltado a game design ou performance, quem se especializa nas linguagens de programação voltadas a jogos, como C++, por exemplo, dificilmente terá algum problema para se alocar no mercado de trabalho.

Sistemas Operacionais

Os sistemas operacionais podem ser vistos, a grosso modo, como os grandes sistemas que permitem que todos os outros sistemas menores existam.

Windows, MacOS e Linux Ubuntu são os sistemas operacionais mais populares para desktop, enquanto iOS, Android e Windows Phone são os OS (Operating Systems) mais populares para mobile.

Seja para criar um pequeno sistema operacional interno dentro de uma empresa, por exemplo, ou fazer a manutenção de grandes OS já existentes, é necessário que o programador domine a linguagem mãe destas aplicações, o C.

Como começar a aprender a programar?

Para aprender a programar só existe uma maneira: arregaçar as mangas e começar a estudar.

E uma dúvida comum a todas as pessoas que desejam dar largada a seus estudos em qualquer assunto é: por onde começar?!

Quando falamos em iniciar o estudo de um objeto, devemos ter em mente que, em qualquer disciplina, existe uma base fundamental que deve ser absorvida para que a curva de aprendizagem evolua.

Em programação, esta base chama-se lógica de programação.

Imagine que, ao mudar-se para um país estrangeiro, você expresse o desejo de fazer uma graduação em uma universidade local.

Qual é a primeira coisa que você deve aprender, antes de qualquer outra?

Isso mesmo, o idioma do país onde você está!

Afinal de contas, nenhuma outra compreensão será possível sem esta primeira.

Com desenvolvimento web não é diferente: pense na lógica de programação como o mais primário de todos os conhecimentos, aquele a partir do qual todos os outros se desenrolarão com mais fluidez, uma vez que, apesar de existirem diversas linguagens, a lógica de funcionamento é a mesma para todas.

Dito isso, após dominar a lógica, familiarize-se com as linguagens de marcação: HTML e CSS.

Estas duas linguagens possuem fácil compreensão, uma sintaxe bastante simples e, ao longo do tempo, serão cada vez mais comuns no seu dia-a-dia.

A partir destes conceitos bem assimilados, agora é preciso ter em mente qual será a sua especialização como desenvolvedor para, aí então, escolher a primeira linguagem de programação que você irá aprender.

Curso online

O maior benefício de estudar através de cursos online é a flexibilidade.

Existem diversos tipos de cursos voltados a diversas especialidades, mas muitas vezes o suporte educacional pode deixar a desejar.

Os cursos online podem ser uma boa opção para quem deseja adquirir as noções básicas ou um pouco mais de profundidade em algum assunto sobre o qual já possui conhecimento razoável.

Sites e vídeos

A internet hoje é um imenso e público acervo de materiais de estudo e especialização totalmente gratuitos sobre praticamente qualquer coisa.

Para quem deseja aprender a programar, sites, vídeos, fóruns e comunidades do mundo inteiro são uma opção barata e eficaz: basta ter acesso à internet.

Por outro lado, a falta de um instrutor especializado para tirar dúvidas e polir a compreensão pode fazer o caminho do autodidata ser mais custoso e longo, além do risco de não conseguir impulsionar seu aprendizado para fora do básico.

Curso técnico

Existem centenas de opções de cursos técnicos, a grande maioria com duração menor que uma graduação, para quem deseja se especializar em ciências da computação e tornar-se um programador.

A vantagem destes cursos está no suporte educacional e na certificação oficial de uma instituição de ensino, o que trará um upgrade para o seu currículo. A desvantagem está no distanciamento entre os alunos e profissionais do mercado.

Faculdade

Ciências da Computação, Sistemas de Informação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Gestão em Tecnologia da Informação e Engenharia da Computação são algumas opções de cursos superiores em TI para quem deseja seguir carreira como programador.

As diferenças entre esses cursos estão principalmente em seus objetivos de formação.

Enquanto o curso de Ciências da Computação tem maior foco em botar a mão na massa, com programação efetiva em seu currículo, o curso de Gestão em TI, por sua vez, está mais voltado à estratégia e modelos de negócios voltados para tecnologia.

É preciso avaliar, também, que as graduações possuem longa duração e demandam grande investimento financeiro, além de não oferecerem garantia de preparação para o mercado de trabalho.

Bootcamps

Um bootcamp, em tradução literal, significa campo de treinamento.

Esta expressão, muito utilizada no mundo dos esportes, designa um espaço onde um grupo de pessoas se reúne para aprender e/ou treinar uma habilidade.

Nos últimos anos, os bootcamps de programação tornaram-se muito populares entre a comunidade de tecnologia, unindo a expertise dos especialistas com a vontade de aprender dos iniciantes.

Entre aulas, workshops e networking, os bootcamps são uma alternativa muito interessante para quem deseja aprender e se inserir no mercado com rapidez.

Hoje, diversas empresas patrocinam e promovem bootcamps. Os temas podem variar desde o aprendizado geral mais básico à especialização em temas específicos.

Os bootcamps, porém, possuem curta duração. Os eventos geralmente duram pouco dias, ou até mesmo um só, e o investimento financeiro é maior por cada hora de aula. Por essas razões, os conteúdos não são muito extensos.

Escola de programação

Este modelo, onde a Kenzie Academy Brasil se encaixa, proporciona aos seus estudantes uma experiência completa de aprendizagem voltada ao mercado de trabalho: ensino das principais linguagens e tecnologias de programação,  com um time de ensino altamente capacitado, com grande experiência no mercado e suporte em tempo real para dúvidas.

O investimento e as durações dos cursos também costumam ser menores e, ao mesmo tempo, mais proveitosas. Pois neste modelo, você aprende na prática as habilidades que o mercado exige (tanto em hard, quanto soft skills).

Qual a linguagem de programação mais usada em 2020?

A resposta para essa pergunta depende de algumas variáveis, como por exemplo de que tipo de desenvolvimento estamos falando (front, back-end, mobile, database…).

Mas, segundo pesquisa do StackOverflow, uma das maiores comunidades online de programadores de todo o mundo, a linguagem de programação em que os profissionais mais querem se especializar é o Python.

Em dados levantados pela universidade americana Northeastern University, a linguagem de programação mais popular de 2020 também é o Python, seguido por JavaScript, Java, C# e C.

Como podemos ver, o Python está em alta! Além de sua crescente popularidade no setor, sua curva de aprendizagem é rápida e, sua compreensão, bastante simples.

É muito difícil aprender a programar?

Trilhado o caminho mais recomendado, em que os conhecimentos de base vêm antes dos conhecimentos específicos, aprender a programar torna-se muito acessível.

O aprendizado, porém, depende de constância. Ou seja, não adianta nada estudar durante 12 horas seguidas num dia e, depois, passar diversos dias longe do assunto. O ideal é que se estude todos os dias, comprometidamente.

Com cerca de 2 horas por dia já é possível estabelecer uma rotina de estudos muito satisfatória desde que a atenção ao assunto seja total. A determinação do estudante é fundamental.

Para que isso ocorra, procure um horário adequado e estude em um ambiente silencioso e tranquilo, caso seja possível.

Quanto tempo leva para aprender a programar?

Com cerca de dois meses, a depender da frequência de estudos, já é possível absorver os conceitos de lógica de programação e adquirir razoável conhecimento em uma ou duas linguagens.

A partir das noções de base e do exercício prático da programação, o aprendizado será constante: ser um programador é estar sempre aprendendo uma nova linguagem, dominando melhores práticas sobre elas e ganhando agilidade em seu desempenho profissional.

Estude na Kenzie Academy

Se você está decidido a entrar na programação e tem pressa para entrar no mercado de trabalho, a Kenzie Academy Brasil é a sua melhor opção!

Aqui, ensinamos em menor tempo do que as instituições tradicionais (em apenas 1 ano), somos mais profundos que cursos online e bootcamps, oferecemos acesso e suporte em tempo real a Instrutores e Desenvolvedores, que possuem experiência prática de mercado, além de uma metodologia comprovada alinhada com as práticas atuais do mercado.

Com o nosso curso de programação full stack você estará completamente pronto para atuar como um programador full stack – tanto como um desenvolvedor front, como back-end, em apenas 12 meses, e ainda conta com a possibilidade de só pagar pelos seus estudos após a sua conclusão.

Com o inovador método de pagamento ISA (Income Share Agreement) você só começa a pagar pelo seu curso após ter uma renda com uma remuneração mínima de R$ 3.000,00.

Para saber mais sobre outras condições de pagamento, acesse: Quanto custa estudar programação na Kenzie Academy?

Conclusão

Agora que você já sabe que caminho trilhar, faça um exame de consciência, estipule seus objetivos, saiba com exatidão onde quer chegar e mãos à obra!

A Kenzie Academy é uma escola americana de programação para desenvolvedores, em que você estuda por 12 meses, em tempo integral, as principais linguagens do mercado para entrar no mercado de tecnologia atuando como um Full Stack.

Leia também:

0
Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *