Como aprender mais rápido e melhor em 2021

Como aprender mais rápido e melhor em 2021: 20 boas dicas


Aprender é expandir horizontes. 

Horizontes pessoais, profissionais e do conhecimento. Mas como aprender mais e melhor em uma rotina cada vez mais frenética? 

São diversas tarefas no dia a dia, tanto no trabalho quanto nos estudos e em casa, e ainda assim é possível aprender mais coisas? 

A resposta é sim, e existem diversas formas de organizar o tempo para aprender mais e potencializar o conteúdo que será absorvido. 

Aprender mais rápido não se trata somente de uma questão de inteligência, como o senso comum costuma apontar. 

O aprendizado tem a ver com técnicas, dicas, estratégias e também se trata de entender que o corpo humano tem limites, e é preciso respeitá-los. 

Passar horas e horas a fio com o foco em apenas um conteúdo, com os olhos vidrados nos livros, sites e anotações, não é garantia de um bom aprendizado. 

Isso porque chega um momento em que a absorção de tanto conteúdo começa a ficar prejudicada se não houver descanso. 

Um estudo que acontece em partes, e que engloba diferentes conteúdos de um mesmo assunto, apresentado de formas diversas, costuma ser mais eficaz. Sabe aquela frase “Um passo de cada vez”? Nesse caso, ela faz todo sentido! 

Pequenas conquistas e um passo de cada vez, quando somados, trazem um conhecimento mais completo e abrangente. Então, a dica principal é: estabeleça pequenos objetivos diários. 

O que é estudar com qualidade?

Um estudo de qualidade depende de diversos fatores. É importante ressaltar que isso não depende diretamente da quantidade de horas. Concentração, método, ambiente e motivação são os pilares. 

Sem concentração e sem foco fica difícil realizar um estudo de qualidade. 

Método e técnica são essenciais, e só você conseguirá dizer quais são os ideais para a sua rotina. Vale testar diferentes possibilidades antes de escolher – é a chamada personalização. 

Quanto mais personalizado o método de estudo é, mais ele tende a trazer resultados de excelência. Além disso, agiliza o processo, trazendo mais conhecimento em menos tempo. 


20 dicas para aprender mais rápido e melhor

Separamos, hoje, 20 dicas para você aprender melhor, com mais rapidez e eficiência. 

Lembre-se que não são regras, e sim dicas. Portanto, vale entender quais funcionam melhor para você. 

1. Lide com seus medos

Ter medo é algo completamente normal. É uma reação natural diante do desconhecido e uma forma de se proteger de perigos e situações arriscadas. 

No entanto, o medo não pode ser algo paralisante, principalmente em relação ao conhecimento. 

É comum ter medo de novas possibilidades, experiências e vivências, mas há uma diferença entre arriscar e ir além, independentemente do resultado, e se paralisar diante do novo. 

Lidar com os seus medos pode ser mais simples do que você imagina. Para começar:

  • Entenda o que é esse medo e de onde ele vem.
  • Pense na importância de vencer esse medo. 
  • Pense nos resultados que virão caso você supere o medo.
  • Tenha contato com a situação aos poucos, passo a passo, até sentir conforto. 
  • Celebre suas conquistas!

2. Beba água


É muito importante não se descuidar da hidratação durante a rotina de estudos. Beber água é um ato fundamental para a saúde do nosso organismo e, consequentemente, para melhorar o processo de aprendizado. 

A ingestão adequada de água evita os impactos no desempenho cognitivo, que podem ocorrer caso o corpo esteja desidratado. Além disso, a pausa para beber água é também uma pausa para o cérebro descansar! Beba pelo menos 8 copos por dia.

3. Se exercite


Os exercícios físicos fazem bem para o corpo como um todo e turbinam nosso cérebro. Entre os benefícios das práticas físicas estão:

  • Melhora na memória;
  • Melhora na função cerebral;
  • Trata os sintomas da depressão;
  • Melhora a  qualidade do sono;
  • Diminui o estresse;
  • Melhora a atenção.

4. Pare e descanse

Existem diversos estudos em todo o mundo demonstrando que se você dormir bem, conseguirá ficar mais focado e aprender mais rápido. 

O descanso melhora sua memória, além de ajudar a lidar melhor com o estresse. 

Além de uma boa noite de sono, é importante fazer pequenas pausas ao longo do tempo de estudo. Levante, se alongue, beba água (atenção à dica 2!) e respire um pouco, descanse. O cérebro agradece!

5. Se alimente adequadamente

Além de bem hidratado, o corpo também precisa estar bem nutrido para funcionar bem – e isso serve também para o cérebro, claro. 

Uma boa alimentação ajuda a turbinar a memória e a concentração. Para isso, concentre-se nos alimentos ricos em substâncias que são benéficas para o sistema nervoso, neurônios e circulação sanguínea. 

Vegetais de coloração verde escura, nozes e castanhas, azeite de oliva, peixes e abacate fazem parte da extensa lista. Inclua no seu cardápio!

6. Comemore erros e acertos

Lembre-se sempre: Independentemente dos resultados alcançados, não se julgue nem se ache incapaz. Aprenda com os erros, se for o caso, mantenha o foco e vá em frente. 

Comemore os acertos e aprenda com os erros. Essa é uma ótima forma para evoluir.

7. Aprenda a aprender

Durante a vida escolar e universitária, é comum encontrarmos muitas pessoas que parecem ter dificuldades para aprender – ou essas pessoas somos nós mesmos. 

Às vezes estudamos muito, mas parece que a matéria não entra na cabeça. Os professores explicam, explicam, você lê, faz exercícios, mas parece impossível. 

Uma coisa é certa: não fomos ensinados a aprender, pelo menos na maioria dos casos. As informações apenas foram aparecendo na vida dos humanos, gradativamente, e o que restou foi uma tentativa de absorver da melhor forma. 

Só depois de já crescidos é que os humanos conseguem entender que métodos e estratégias são indispensáveis para o aprendizado. 

Portanto, foque na tarefa de aprender a aprender: ensine para alguém o que você sabe, revise conteúdos, preste atenção nos momentos em que você rende mais. Os resultados serão incríveis!

8. Desenvolva sua atenção

Não é incomum a realização de diversas tarefas e atividades no “modo automático”. No entanto, principalmente as tarefas ligadas ao estudo precisam de concentração. 

Se parece que está cada vez mais difícil se concentrar com toda a disponibilidade de distração que o mundo moderno traz, a dica é buscar alternativas para desenvolver a atenção.

Evite pegar o celular a todo momento, organize sua área de estudos e mantenha o ritmo diário. Isso certamente ajudará. 

9. Atenção à iluminação

O ambiente de estudos deve sempre estar bem iluminado. A luz certa no local de estudos pode fazer maravilhas para ter foco durante os estudos. 

Por outro lado, um ambiente mal iluminado pode causar desconforto e ardência nos olhos, dores de cabeça, lacrimejamento, além de causar sonolência e atrapalhar a concentração. 

10. Fuja de ambientes barulhentos

Escolha lugares calmos e sem barulho, pois a poluição sonora pode atrapalhar a concentração e, consequentemente, o aprendizado. O silêncio beneficia o conforto da sua mente e o processo de aprender mais rápido.

11. Capriche no conforto

Sabe o chamado “caos criativo”? Na hora de estudar, melhor deixar esse conceito um pouquinho de lado. 

Se o seu objetivo é concluir tarefas de um ciclo de aprendizado, saiba que é muito importante manter seu ambiente de estudo limpo e organizado.

A falta de cuidado com a ergonomia também pode interferir na concentração. Sua postura de estudo deve ser correta e confortável, com as costas sempre apoiadas por completo e a coluna reta. 

12. Varie as maneiras de estudar o mesmo conteúdo

Diversas pesquisas mostram que quando um indivíduo recebe a informação de diferentes formas, ele tende a absorver melhor. Isso ocorre porque diferentes partes do cérebro são estimuladas. 

Portanto, busque variar as formas de revisar um assunto, procure diferentes – e confiáveis – fontes, e garanta um aprendizado mais leve e mais rápido. 

13. Estude mais de uma disciplina no mesmo dia

Acredite: estudar um pouco de cada disciplina ou assunto por dia é mais produtivo do que dedicar um dia inteiro para cada um. 

Além de estimular as diferentes partes do cérebro (vide dica anterior), esse método evita que você se canse do conteúdo e também agiliza o aprendizado como um todo. 

14. Faça revisões periódicas

Revisar periodicamente um assunto faz com que ele se estabeleça na chamada memória de longo prazo. 

A revisão periódica permite que você mantenha o assunto fresco na cabeça e sempre ache novos ângulos de compreensão do tema estudado.

15. Faça anotações no papel

Por mais que os dias de hoje sejam absolutamente digitais, as anotações à mão continuam sendo muito eficazes para fixar as informações. 

Quando a anotação é feita com as próprias palavras, ela passa para o papel o conteúdo sob uma análise, mesmo que rápida e até mesmo inconsciente. 

Com isso, o cérebro fixa melhor o que foi ouvido e anotado. Faça um teste e comprove!

16. Use técnicas de memorização

As técnicas de memorização são importantes ferramentas para acelerar o aprendizado. Aposte em associações visuais, repita o conteúdo quantas vezes precisar, crie um roteiro mental. 

17. Pratique com simulados

Teste seu conhecimento por meio da prática de simulados. Dessa forma, você poderá exercitar de fato todo o aprendizado que obteve nos processos de estudo.

18. Use o que você já sabe para aprender coisas novas

Manter a mente aberta para aprender é algo excelente para o bem-estar e saúde mental. Dessa forma, é possível manter a mente jovem e ativa por muito mais tempo. 

Aproveite o que você já aprendeu para se aprofundar em novos conhecimentos, seja na mesma área, seja em áreas correlatas ou até mesmo em um universo de aprendizado totalmente diferente! 

19. Leia em voz alta

Leia em voz alta! Ler dessa forma traz uma série de benefícios:

  • Aumenta seu poder de concentração;
  • Enriquece o vocabulário;
  • Melhora a percepção de entonação e dicção;
  • Exercita o corpo e a mente;
  • É divertido.

20. Tenha um tutor e seja tutor de alguém

Pessoas experientes sempre podem ajudar você a aprender mais! Além do conhecimento técnico, essas pessoas trazem grandes aprendizados de vida, que nenhum livro ou conteúdo teórico poderá dar como “bônus”. 

Por outro lado, exercite seus saberes sendo o tutor de alguém que pode aprender com você. É ensinando que se aprende melhor. 

Dica bônus: a melhor forma de aprender programação

Cursos e certificações são sempre exigidos, e quanto mais conhecimento, mais alto você pode escalar em sua carreira profissional. 

O ideal é buscar uma formação completa, abrangente, e que se aprofunde nas mais diversas linguagens e tecnologias de programação. 

Na Kenzie Academy, você encontra uma formação completa e sai pronto para o mercado de trabalho em apenas 12 meses.

Nosso curso de programação full stack abrange tecnologias front-end nos 6 primeiros meses de curso e back end nos 6 meses finais para formar o melhor e mais preparado profissional full stack. 

Os 12 meses de curso são divididos em 4 módulos, focados no desenvolvimento de hard e soft skills.

Conclusão

Gostou das dicas? Agora é hora de colocá-las em prática e entender quais se adaptam melhor ao seu dia a dia, ao seu ritmo e ao seu objetivo de aprendizado. 

Foque no aprendizado e na sua evolução!

0

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *