Saiba como entrar na programação e ter sucesso na área!

Saiba como entrar na programação e ter sucesso na área!


Há uma célebre frase de Steve Jobs sobre programação em que ele diz: “Todo mundo deveria aprender a programar um computador porque isso nos ensina a pensar”.

De fato, aprender lógica de programação e compreender as relações entre as tecnologias é uma habilidade cognitivamente muito construtiva, além de ser uma capacidade cada vez mais valorizada no mercado de trabalho.

Ter um conhecimento básico sobre alguns processos de desenvolvimento web não auxilia apenas profissionais que trabalham diretamente com tecnologia, mas qualquer um que precise lidar diariamente com mensurações, análises e/ou um ambiente digital.

Se você é novo(a) na área, ainda é um estudante ou está dando seus primeiros passos na carreira de programador, ou  programadora, fique ligado nas dicas deste conteúdo e comece com o pé direito essa nova empreitada!

Vamos lá?

Qual é o primeiro passo para se tornar um programador?

O primeiro passo para se tornar um(a) programador(a) é querer sê-lo.

Seja qual for o motivo que o(a) levou a escolher essa carreira, é importante que você tenha tomado uma firme decisão de se especializar nesta área, visto que  esse não será um processo simples e nem rápido.

Há muita base teórica relacionada à programação que  todo profissional deve dominar antes de, desenvolver sites e aplicações, portanto há um longo caminho de estudos pela frente.

Abaixo, listamos os principais pontos a serem estudados por quem deseja entrar na programação e ter sucesso na área.

Lógica de programação

Este é o primeiro ponto porque é a base inicial para qualquer outro conhecimento.

Ainda que haja diversas linguagens de programação no mercado e diferentes tecnologias por trás delas, a lógica que as une é uma só.

Lógica de programação é, em poucas palavras, uma organização coesa de instruções a serem executadas para escrever  um algoritmo, que é uma sequência de ações cujo objetivo é criar uma solução.

 É preciso  estudar lógica de programação para compreender como uma tecnologia se desenvolve, desde seus elementos mais básicos até a sua aplicação de fato.

A linguagem mais comum utilizada para se estudar lógica de programação é o JavaScript, por sua sintaxe simples e sua versatilidade.

Linguagens e conceitos de programação

Compreendendo alguns conceitos básicos, é hora de aprender de fato a manusear as linguagens de programação.

Das mais simples às mais complexas, existem algumas linguagens de programação que devem constar no currículo  todos programadores 

Principalmente por serem linguagens extremamente versáteis e se  aplicam a uma grande variedade de soluções na web hoje em dia, como é o caso do Python, por exemplo.

Listamos, abaixo, quatro linguagens de programação com as quais todo programador deve saber programar, ainda que minimamente.

JavaScript

O JavaScript (JS) é uma das mais antigas linguagens de programação da web. 

É uma linguagem de script criada em meados dos anos 90 visando trazer mais dinamismo às páginas da web que, até então, eram estáticas e pouco funcionais.

Até hoje o JavaScript é uma das linguagens mais importantes e populares do mercado e, sendo primariamente uma linguagem front-end, hoje pode ser encontrada até mesmo em soluções back-end.

Também é possível encontrar o JS em soluções como frameworks (Ferramentas de desenvolvimento de sistemas) e bibliotecas (coleções de códigos pré escritos), como, por exemplo, a popular linguagem Node.js.

Python

O Python é uma linguagem de programação de alto nível  moderna e com uma comunidade bem ativa. 

Isso porque ela é extremamente versátil e tem uma aplicabilidade muito vasta, podendo ser usada desde em construções simples da web até em grandes algoritmos de inteligência artificial.

Possuir um bom conhecimento em Python pode ser um grande diferencial no currículo de qualquer desenvolvedor(a) web.

PHP

Essa também é uma linguagem bastante clássica.  PHP é utilizada, basicamente, somente em aplicações web e serve para trazer a uma página elementos e funcionalidades que o HTML não consegue trazer.

Ela também é utilizada para gerar integração entre páginas da web e bancos de dados MySQL, por exemplo.

Java

O Java é uma das linguagens de programação mais solicitadas de todo o mercado e é fundamental que qualquer profissional de tecnologia saiba manuseá-la.

Além de ser a linguagem mais utilizada para a criação de aplicativos para o sistema operacional Android, ela é muito popular pelo seu alto poder de compilação de programas, fazendo com que ele funcione em quaisquer tipos de aparelhos a depender de suas propriedades.

Orientação a objetos

A famosa programação orientada a objetos (POO), , é um conceito de programação que caracteriza uma maneira específica de organizar, classificar e abstrair elementos.

Esse conceito  de programação surgiu como uma alternativa à programação estruturada e é muito comum porque facilita a manutenção e a reutilização de códigos.

Banco de dados

Os bancos de dados são amplamente utilizados atualmente, seja por aplicações, páginas web e/ou softwares que precisam guardar informações. .

Os programadores especializados em bancos de dados são chamados de DBAs, ou Database Administrator.

Mas, ainda que você não deseje tornar-se um profissional 100% especializado em bancos de dados, ter algum conhecimento sobre esse universo é importante, visto que as integrações com estes bancos acontecem em um grande número de aplicações do desenvolvimento web.

Quais habilidades bons programadores precisam ter?

Engana-se que as habilidades técnicas são as únicas que um programador ou programadora deve dominar.

Trabalhar com tecnologia exige muito mais do que conhecimentos técnicos sobre como programar ou desenvolver códigos.

Abaixo, listamos algumas das principais habilidades que um(a) profissional de desenvolvimento web deve cultivar para se destacar dentro do seu mercado de atuação.

Vamos lá?

Comunicação

Em primeiro lugar, é preciso lembrar que um profissional de tecnologia é, antes de qualquer outra coisa, um criador de soluções.

Mas, para que isso aconteça com sucesso, é necessário desenvolver estas soluções e comunicá-las a uma equipe de profissionais que precisam compreendê-la a fundo para executá-la.

A habilidade de se comunicar bem é imprescindível para os profissionais que desejam ocupar uma posição de destaque dentro de suas equipes, mas também para aqueles que desejam trabalhar de maneira autônoma.

Desenvolver bem uma comunicação eficiente também é útil para um bom ingresso no mercado e para profissionais que desejam brigar por posições melhores, uma vez que é impossível vender bem seu próprio peixe sem comunicá-lo da melhor forma possível.

Trabalho em equipe

Ainda que você pretenda ser um(a) profissional autônomo(a) e trabalhar de maneira remota, será muito difícil ser contratado para um projeto em que você não precise interagir com ninguém.

Soluções tecnológicas geralmente são desenvolvidas por equipes formadas por profissionais multidisciplinares especializados em diferentes aspectos do projeto, portanto saber trabalhar em equipe é fundamental para qualquer profissional.

Empatia

Saber se colocar no lugar do outro em um momento de dificuldade é uma habilidade importante não somente na vida, mas também profissionalmente.

Novas tecnologias podem ser imprevisíveis e lidar com soluções técnicas diariamente pode trazer momentos de muita pressão à vida profissional de um(a) desenvolvedor web.

Por isso, na hora de lidar com colegas de trabalho em dificuldade ou com imprevistos negativos, seja empático e aproveite a oportunidade para trazer respostas e soluções.

Criatividade

É óbvio que um profissional cuja função é desenvolver soluções deve ser um profissional criativo.

Exercitar a própria criatividade, porém, pode ser mais fácil para uns do que para outros.

Se você sente que pode melhorar neste aspecto, busque praticar exercícios que facilitem o processo de desbloqueio criativo e integrar-se e estar na companhia de profissionais criativos e mais experientes que você.

Resolução de problemas

Imagine que você faz parte de uma equipe que desenvolveu uma solução para um programa do governo, por exemplo.

No dia da estreia desta aplicação, ela sofre uma instabilidade grave e deixa milhões de usuários na mão. O que fazer?

Esse tipo de situação, em maior ou menos escala, é relativamente comum na vida de profissionais que lidam com desenvolvimento web. 

Dentro deste contexto, estes devem ser profissionais muito habilidosos não somente em resolver problemas, mas em fazê-lo com tranquilidade e agindo com eficiência mesmo sob pressão.

Qual é a rotina de trabalho dos programadores?

Existem muitos pormenores na  rotina de um(a) programador(a) além do simples ato de programar.

A depender do nível hierárquico ocupado pelo(a) profissional, as responsabilidades podem ser muitas e, inclusive, não ter nada a ver com programação. 

Abaixo, listamos as tarefas mais comuns na rotina de trabalho dos programadores e falaremos sobre cada uma delas com detalhes.

Gestão e otimização de Produto

Quando um profissional se responsabiliza por um produto dentro de uma empresa ou equipe, ele também deve participar de processos como gestão e otimização deste produto.

Ou seja: deve cuidar de todos os pormenores que o envolve, como desenvolvimento, manutenção, apresentação e até mesmo distribuição, em alguns casos.

Os cargos de Product Owner e Product Manager correspondem a estas funções.

Programação

A programação em si é uma grande atribuição do(a) profissional desenvolvedor(a), portanto ainda que haja responsabilidades distintas, esta sempre será uma das maiores.

Correção de Bugs

Desenvolver um código não é uma atividade que se completa quando este código é finalizado.

Após o desenvolvimento em si, é preciso testá-lo, corrigir seus erros, testá-lo novamente, aprimorá-lo, etc. 

Por isso, a correção de bugs, ou seja, de pequenos erros que podem prejudicar o funcionamento de um código é parte indispensável da rotina de um programador ou programadora.

Test Driven Development ou TDD

O processo de Test Driven Development (TDD), é o processo de testagem guiado por uma equipe de programadores.

Além da criação de uma aplicação, é preciso que uma série de testes sejam feitos para assegurar o seu bom funcionamento quando lançada ao público.

Para isso, uma equipe de programadores desenvolve um checklist de testagem que deve ser implementado e ter seus resultados documentados.

Deployment: Envio ao servidor

O processo de Deployment nada mais é do que simplesmente lançar uma aplicação aos seus usuários finais através do ato de enviá-lo a um servidor.

Este processo é guiado por um programador responsável que certifica-se de que o envio ocorrerá com sucesso e o produto chegará aos seus usuários finais como o planejado.

Refactoring

O Refactoring é o processo de reescrever um código, que já tinha um funcionamento satisfatório anteriormente, de uma maneira mais leve e simples.

A troca de um script complexo por outro mais simples dentro de um código também faz parte do conceito de refactoring.

Melhorias técnicas

Ao contrário do que acontecia há alguns anos, quando as aplicações eram distribuídas através de mídias físicas e as melhorias técnicas só poderiam ser aplicadas em novas versões, hoje em dia a maioria dos softwares são distribuídos ao público através de armazenamento em nuvem.

Isso tornou as melhorias muito mais fáceis de serem aplicadas, podendo ser inclusive feitas em tempo real, incluindo essa atividade na rotina dos(as) desenvolvedores.

Suporte ao usuário

E, por fim, uma atividade que também pode (ou não) fazer parte da rotina de um membro de uma equipe de TI é o suporte ao usuário: um atendimento personalizado feito a qualquer pessoa que tenha uma dúvida ou um problema relacionado ao funcionamento de uma aplicação.

Visto que ninguém conhece mais um software ou um aplicativo do que o profissional que o desenvolveu, incluir profissionais de tecnologia no suporte ao usuário pode ser um grande diferencial das empresas que distribuem esse tipo de produto.

Ainda que você não tenha interesse em ser um profissional que se comunica com o público, saber dar algum tipo de orientação a leigos é uma habilidade importante no seu currículo.

Quais são as áreas da programação?

Tornar-se um programador ou uma programadora é uma expressão muito vaga considerando  quantos microssetores e quantos cargos um profissional desse tipo pode ocupar.

Há muitas áreas de especialização existentes no mercado para suprir uma grande demanda de profissionais, portanto se você quer trabalhar com desenvolvimento web, saiba que essa decisão 

e apenas a ponta do iceberg de um grande número de decisões que você terá que tomar em seguida.

Abaixo, listamos as principais áreas de atuação em que um(a) profissional de tecnologia pode trabalhar.

Desenvolvimento web

A primeira e mais básica área é a de desenvolvimento web propriamente dito, que se desdobra em duas outras áreas mais específicas: desenvolvimento desktop e desenvolvimento mobile.

O(A) desenvolvedor(a) web é o profissional responsável por criar, testar e fazer a manutenção de sites, aplicativos, softwares e quaisquer outros tipos de aplicações que podem ser utilizadas por um usuário final ou por uma empresa.

Desenvolvimento desktop

O desenvolvimento desktop diz respeito a tudo que um profissional de tecnologia deve dominar em termos de desktop, ou seja, uso para computadores.

Desde a criação e manutenção de sistemas operacionais a pequenas funções em sites e etc, este profissional é especializado em tudo o que pode ser manuseado através das telas de um computador de mesa ou notebook.

Desenvolvimento mobile

O desenvolvimento mobile se refere a tudo que pode ser feito no universo de dispositivos móveis, como celulares, tablets e outros dispositivos.

A construção de aplicativos é a atribuição mais comum deste tipo de profissional, mas fazer a manutenção de sistemas operacionais e de outros pormenores ligados à utilização de smartphones e tablets também fazem parte do dia a dia destes profissionais.

Ciência de Dados

Por fim, a ciência de dados também é uma imensa e importante área da tecnologia porque é uma área que dá respaldo a muitas outras.

O cientista de dados, basicamente, é o profissional responsável por desenvolver a análise e o estudo de dados e padrões de diversos tipos, inclusive trabalhando a favor da Inteligência Artificial (IA), um dos setores mais promissores da tecnologia atualmente.

A obtenção de soluções relacionadas ao trabalho do cientista de dados é uma das aplicações mais valiosas da tecnologia, portanto esta á uma área voltada a profissionais que tenham um perfil amigável a uma vida constante de estudos e novos aprendizados.

Conclusão

Se você é ou pretende se tornar um estudante de programação, esperamos que este guia possa ter trazido alguma luz a dúvidas que possam surgir ao longo do caminho.

Com a Kenzie Academy Brasil, além de aprender a programar, você também tem a chance de desenvolver outras habilidades, como as chamadas soft skills citadas alguns tópicos acima: as habilidades comportamentais que serão fundamentais para o sucesso da sua carreira.

Portanto, para perseguir seu sonho de ser um profissional de tecnologia de sucesso, mãos à obra e conte conosco!

Se você gostou desse conteúdo e gostaria de entrar na área de programação, eu recomendo você conhecer mais sobre a Kenzie Academy Brasil.

0

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *