imagem de balão de fala representando a comunicação clara e objetiva

Como a comunicação clara e objetiva faz diferença para um dev?

Provavelmente antes de ler este artigo, você já deve ter pesquisado bastante sobre soft skills, como aprender a programar, ou até mesmo como ter sucesso na programação… Mas você já parou pra pensar que nem só de código vive o desenvolvedor full stack?

Existe uma habilidade (ou um conjunto delas) extremamente importante para o seu crescimento como desenvolvedor de software e que os tech recruiters buscam atentamente, mas não encontram com facilidade.

Essa habilidade pode ser desenvolvida por qualquer pessoa, porém, requer sacrifício e bastante atenção nas primeiras tentativas, e claro, se você ainda não a possui, vai precisar se esforçar bastante, pois a ausência dela pode gerar muitos conflitos entre uma equipe, principalmente trabalhando remotamente.

Neste artigo, separei 5 excelentes dicas de comunicação, que tenho certeza que poderão salvar a sua vida como desenvolvedor full stack, te fazer ser bem visto por toda a equipe, e te ajudar a alcançar patamares bem maiores em sua carreira como dev!

E antes de mais nada, deixa eu me apresentar, sou Edson, tenho 30 anos, atualmente sou aluno da Kenzie Academy Brasil e desenvolvedor full stack com alguns projetos no currículo, desenvolvidos aqui dentro e em equipe.

Todos as dicas que te darei agora são vivências minhas e que me ajudaram muito em cada projeto finalizado nos últimos 6 meses.

Espero que te ajude na sua jornada.

Vamos lá?

1. Antes de tudo: certifique-se de entender corretamente sua tarefa.

Eu não sei se você já assistiu o filme “Sim Senhor” com o Jim Carrey, se já, você deve ter percebido que ele tinha uma dificuldade enorme de dizer sim para algumas coisas e se jogar de cabeça no mundo, por isso um amigo resolveu dar uma mãozinha e o apresentou a um grupo onde pessoas precisavam dizer sim para tudo.

Bom, o resultado disso é bastante previsível e ele conseguiu se meter em uma roubada das grandes.

Dizer sim para tudo que te pedem, mesmo sem entender os requisitos ou contexto da tarefa, trará grandes problemas para você e a sua equipe. Estes problemas começarão a desgastar o entrosamento do time, portanto, tome muito cuidado com suposições, elas não te ajudarão em nada na sua carreira como dev.

Certa vez, tive um problema com uma estimada colega de equipe por falta de comunicação. Naquele momento, ela estava como minha líder no projeto e me pediu para eu executar tarefa A, eu entendi tarefa B. O resultado disso foi que eu levei mais tempo do que deveria fazendo algo que nem era o que eu precisava de fato fazer e ainda tivemos alguns desgastes para resolver imediatamente.

Eu tenho absoluta certeza de que o problema só foi gerado por ruídos na comunicação entre ambos. Sou feliz por dizer que resolvemos rapidamente a questão e tudo ficou numa boa. Evite passar por este problema! Dica: pergunte quantas vezes for necessário antes de começar a tarefa. Você poupará horas fazendo este pequeno exercício.

2. Avise seu time sobre possíveis atrasos na entrega

Atrasar uma entrega não é o cenário ideal, não é o mundo perfeito, mas não é difícil imaginar que atrasos podem acontecer por vários motivos.

Você simplesmente terá que resolver um assunto pessoal inadiável, ter problemas em sua máquina, rede local, repositório online… Talvez até depender da entrega de outros devs para continuar a sua. É bom para o bem-estar do grupo que você sinalize qualquer interferência em sua entrega e o que está inviabilizando-a de ser finalizada.

Lembre-se sempre de que você não trabalha sozinho em um projeto que será entregue para você mesmo. Sua equipe depende de você para finalizar o produto/projeto, e com prazos muito apertados na maioria das vezes.

Atrasar uma entrega e não comunicar pode custar recursos e até amizades sinceras. Tenha empatia por seus pares e avise-os, não cairá nenhum pedaço seu e provavelmente o Scrum Master responsável pelo seu time irá reajustar as tarefas se for necessário.

3. Comunicar dificuldades de execução

Parece redundante com o tópico anterior, mas preste atenção neste cenário:

Você acabou de chegar a um novo time de desenvolvimento, é seu primeiro emprego e você tomou esse passo sem antes de estudar na Kenzie Academy, fazendo cursos online e pegando informações aleatórias na web (Que vacilo, ein…).

Seu Scrum Master delegou a você a tarefa de fazer um request para a API, onde os dados de entrada do formulário de cadastro de usuário serão enviadas diretamente para a o banco de dados através de uma API. Obviamente que você diz que sim, afinal, essa “pode” ser uma tarefa fácil e você poderá concluir ela em pouco tempo, afinal, é só um POST Request.

O que não foi contabilizado nessa matemática é que você não sabe bem como fazer esse post request, e por já ter se comprometido a fazer e estar em uma equipe nova, tem medo de falar que não sabe e tomar um puxão de orelhas.

Bom, o que acontece aqui é que uma atividade que levaria talvez, 20 minutos, leva a parte da manhã inteira, a tarde… E na daily do dia seguinte, o seu Scrum Master o questiona sobre o andamento da atividade que lhe foi passada.

O que você responderia?

Consegue visualizar agora o problema? Pegou a visão, pequeno gafanhoto?

Sei que agora você sentiu o seu estômago embrulhar e borboletas começaram a bater asas nele e essa sensação é ruim, eu sei.

Já pensou que você poderia ser franco e falar: “Eu ainda não sei fazer isso, mas posso aprender”. Não existe problema com essa resposta, ela é sincera e o máximo que pode acontecer é que outro dev com mais experiência pegará a tarefa e você irá acompanhar o processo.

Bom, como sou seu amigo e não quero que você passe por isso, sugiro que você entre em contato com a Kenzie Academy Brasil agora mesmo e faça sua inscrição para estudar aqui, pois este tipo de problema, nenhum aluno aqui terá (ufaa).

Diariamente escutamos a importância do “aprender a aprender” aqui na Kenzie e, de fato, a vida de um bom dev é isso!

E lembre-se sempre: comunicar suas dificuldades não é nenhum pouco feio, você aprenderá com estudos o que precisa ser feito. Feio mesmo é deixar seu time na mão, por egoísmo e medo. 😉

4. Fazer Boas Perguntas

É muito comum, quando estamos aprendendo algo ou ainda não conhecemos, fazermos perguntas um tanto quanto aleatórias e sem sentido, mas não fique com vergonha! Fale mesmo: “Eu não entendi, poderia refazer a pergunta”?

Você com certeza já passou ou vai passar por isso, assim como eu e todo dev que começa a aprender algo novo, ou até os aspirantes a programadores!

Bom, o fato é que as pessoas que estão sendo questionadas por você, não querem se esforçar muito pra entender uma pergunta que vem como um “tijolo” bem na face delas, assim como você espera uma resposta clara e que resolva sua dúvida ou pelo menos mostre o caminho das pedras.

Coloque-se sempre no lugar do seu colega de trabalho. Ele também quer receber uma pergunta que faça sentido, e que até mesmo engaje uma discussão em grupo sobre pontos relevantes. Isso mostra que existe repertório entre a equipe e que as conversas são produtivas.

A minha dica pra você é: Antes de sair perguntando o que vier a mente, pense e planeje a sua dúvida. Estude um pouco a documentação primeiro, execute os trechos de código que estão ali, e só depois disso, se ainda continuar em dúvida, busque ajuda.

Resumindo: antes de fazer uma pergunta, pesquisa um pouco sobre ela na internet, em livros, documentos, muitas vezes as respostas estão bem na nossa frente!

Tenho certeza que estes passos te ajudarão a formar boas perguntas e você será sempre bem visto como alguém construtivo, formador de ideias e questionamentos bem fundamentados.

5. Comunicação objetiva

Com a correria do dia e as muitas tarefas que as equipes precisam desenvolver ao mesmo tempo, é muito comum as pessoas não terem muito tempo disponível para conversas aleatórias durante a jornada de trabalho.

Aqui, a dica rápida é você sempre manter uma comunicação objetiva sobre o projeto, informar o andamento das tarefas, tirar dúvidas rápidas e também fornecer ajuda de forma sucinta.

Esse tipo de ação exige treino, quanto mais você tentar, mais objetivo você será e isso só trará benefícios ao longo de sua carreira.

Seja conciso, objetivo e direto. Vá direto ao ponto, use palavras certas, forme seu pensamento antes de falar e estruture uma ordem lógica de informações.

Vai ser melhor pra todo mundo a sua volta. 🙂

E claro, antes de concluir este artigo, eu não poderia deixar de citar um último ponto muito importante para qualquer dev, em qualquer momento da carreira, tanto junior quanto senior.

Importante: Mantenha Sempre o Bom Humor

Com toda a pressão de prazos, tarefas e mais tarefas, é normal que as equipes se agitem, e as pessoas fiquem um pouco irritadas, mas tem algo que eu quero compartilhar com você antes de concluirmos: Tente levar, na medida do possível, as coisas com bom-humor e leveza em todas as situações!

Você pode não concordar e tudo bem, isso faz parte. Mas por experiência própria, o seu bom humor, feedback positivo, respeito e demonstrar carinho com seus pares farão o ambiente ficar sempre mais leve, mesmo que a pressão das entregas não permita.

Sempre existe espaço para atitudes positivas e se você levantar essa bandeira, sua carreira ficará leve, seus colegas te reconhecerão bem, você não será um problema para qualquer time e vai voar como dev!Lembre-se, nem só de Hard Skills vive um desenvolvedor full stack, falei isso no ínicio do artigo, lembra?

Conclusão

No artigo de hoje, nós conversamos sobre os pontos em que acredito que serão as bases para fazer com que sua carreira seja mais leve e que com certeza deixará uma marca bastante positiva por onde você passar.

Como relembrar é viver, lembre-se sempre de:

  1. Certificar-se de entender bem a sua tarefa;
  2. Avise seu time sobre possíveis atrasos na entrega e seus motivos;
  3. Comunique suas dificuldades com as tarefas;
  4. Sempre faça boas perguntas;
  5. Comunique-se de forma objetiva;
  6. e claro… Tenha sempre bom humor!

Seguindo todas essas dicas, tenho certeza que você será muito requisitado em todas as equipes que passar. Jamais subestime o poder das soft skills, principalmente da que eu acho a maior delas: A boa comunicação.

E com isso, terminamos a nossa conversa aqui, dev.

E quero aproveitar pra te deixar uma outra recomendação, caso você esteja querendo migrar para a área de desenvolvimento, mas ainda se sente preso a uma outra carreira que possivelmente não te faz feliz, a minha amiga e dev Julia Sperandio deu algumas dicas do que ela fez pra migrar da área jurídica para a de desenvolvimento e que eu gostaria de compartilhar com você.

Tenho certeza que vai te ajudar, assim como também me ajudou.

Grande abraço, e nos encontramos por aí!

A Kenzie Academy é uma escola americana de programação para desenvolvedores, em que você estuda por 12 meses, em tempo integral, as principais linguagens do mercado para entrar no mercado de tecnologia atuando como um Full Stack.

Aproveite e já se inscreva gratuitamente na Experiência Kenzie: Introdução à Programação com JavaScript: https://participe.kenzie.com.br/curso-javascript – um curso gratuito, com mais de 80 horas de conteúdo para você assistir quando quiser, suporte para tirar dúvidas em tempo real e acesso exclusivo a uma comunidade no slack para receber conteúdos sobre carreira, tecnologia e programação, além de interagir com os outros participantes.

Inscreva-se agora e comece seu futuro hoje!

Leia também:

0
Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *