Contratar programador: como encontrar programadores online?

Contratar programador: como encontrar programadores online?


Apesar do mercado de TI estar vivendo um momento muito promissor, o déficit de profissionais nos próximos anos é um alarme real.

A falta de mão de obra qualificada para abarcar as demandas do setor digital no país levanta um questionamento preocupante: estes profissionais realmente não existem ou não estão sendo encontrados pelos recrutadores?

Ao mesmo tempo que há a reclamação de falta de profissionais, diversos programadores e programadoras iniciantes na área procuram por uma primeira oportunidade sem sucesso.

No conteúdo de hoje, falaremos sobre como contratar programador(a), como encontrá-los online e como selecionar os melhores candidatos.

Vamos lá?

O que faz um programador?


Programador ou programadora é o(a) profissional responsável pelo planejamento, desenvolvimento e teste de softwares e aplicações para web.

Um(a) programador(a) pode ocupar cargos em diferentes áreas do desenvolvimento web, como por exemplo programador front-end, programador back-end, programador full stack, profissional de infraestrutura, especialista em banco de dados, etc.

Podem também fazer parte de um time interno dentro de uma empresa, serem terceirizados por empresas de tecnologia, trabalharem por conta própria como autônomos ou assumirem cargos em agências digitais de publicidade.

Para que serve um programador?

Um programador ou programadora serve para tornar possíveis as interações entre usuários e aplicações, seja dentro ou fora da internet, em tudo relacionado ao universo computacional.

Um programador também é responsável por gerir, dentro das empresas, o setor de TI, ou Tecnologia da Informação: a área em que todos os processos relacionados à tecnologia são desenvolvidos e testados.

As funções mais populares dos profissionais de programação são: desenvolver websites, softwares (ou programas de computador), aplicativos, sistemas operacionais, gerir bancos de dados e/ou quaisquer processos relacionados à tecnologia.

Em quais áreas um programador atua?

Um(a) programador ou programadora pode, em geral, atuar em quaisquer áreas em que a tecnologia tem algum espaço.

Seja em logística ou marketing, sem um profissional especializado em desenvolvimento web, um projeto pode não ter continuidade.

Quando falamos do mercado digital, por exemplo, quase todos os microssetores dependem de núcleos tecnológicos para funcionar, e é por isso que quanto mais a internet domina diferentes partes da nossa vida prática, mais o setor de tecnologia cresce no país.

O que é preciso para ser um programador?

Para ser um(a) programador ou programadora é preciso, basicamente, ser especializado em alguma tecnologia e/ou dominar técnicas de programação.

De modo geral, não é estritamente necessário ter um diploma formal para atuar como programador, mas este pode ser um diferencial.

Há hoje no mercado opções variadas de como aprender programação, como por exemplo em escolas voltadas exclusivamente ao ensino de programação, como a Kenzie Academy, workshops, cursos online, conteúdo gratuito disponibilizado por programadores(as) mais experientes, discussões em grandes comunidades de desenvolvedores(as), como o GitHub e etc.

Existem infinitas possibilidades, inclusive, para os autodidatas, mas é importante lembrar que ter acesso a um mentor durante seu processo de aprendizagem pode acelerar muito as coisas.

Como contratar um programador online?

Para contratar um programador online é preciso, antes de qualquer outra coisa, estar onde eles estão.

Existem, hoje, dezenas de sites onde programadores e programadoras podem criar seus perfis e incluir, em uma espécie de currículo virtual, suas habilidades e experiências.

Os recrutadores, por sua vez, encontrado o perfil que se encaixa nas necessidades da empresa, todo o contato nestes lugares pode ser feito através de uma simples mensagem e um primeiro contato verificando o interesse.

Onde recrutar programadores?

Ambientes virtuais como comunidades, fóruns, classificados de vagas, perfis de redes sociais que se dedicam a divulgar empregos e redes sociais, como o LinkedIn, por exemplo, são terrenos férteis para recrutadores que procuram pelo candidato ideal.

Outros ótimos espaços para encontrar jovens talentos são escolas de programação e bootcamps voltados à formação destes profissionais.

Muitas escolas, inclusive, possuem parcerias com grandes empresas com o objetivo de inserir seus alunos no mercado de trabalho através de processos seletivos feitos ainda durante o curso.

Por que devo contratar um programador?

Se a sua empresa precisa, em algum nível, de recursos tecnológicos para se sustentar, talvez seja uma boa ideia possuir um programador (ou outro profissional de tecnologia) para cuidar de infraestruturas desse tipo.


Se o seu negócio, por outro lado, funciona através da internet e depende de um site e/ou um aplicativo, por exemplo, um desenvolvedor ou desenvolvedora também se faz necessário(a), uma vez que estes tipos de aplicações precisam de manutenção constante e contratar o serviço de um programador autônomo sempre pode se mostrar bem mais caro do que internalizar um.

Qual a melhor área de programação?

Para quem programa, a melhor área da programação é aquela com a qual se possui mais afinidade.

Muitos programadores e programadoras optam por serem exclusivamente back-end ou front-end, enquanto outros seguem a carreira de full stack. 

Há também os profissionais especializados na construção e manutenção de bancos de dados, profissionais de infra, DevOps, enfim, uma infinidade de microssetores de TI que correspondem a uma enorme gama de perfis.

Para escolher qual é a melhor área da programação para o seu perfil, comece estudando os conceitos mais básicos e vá, aos poucos, aumentando sua familiaridade com diferentes tecnologias. Em algum momento algumas delas se encaixarão melhor no seu modo de trabalhar.

Quanto ganha um programador formado?

Segundo dados de uma pesquisa do GeekHunter desenvolvida no final de 2020, um programador formado hoje, no estado de São Paulo, ganha entre R$2.460,00 e R$10.300,00, entre um profissional especializado em Delphi (menor salário) e um profissional especializado em Abap (maior salário).

A faixa salarial de um programador(a) full stack vai de R$5.000,00 a R$15.000,00, a depender do nível hierárquico do cargo e da experiência.

Para os(as) front-end, a faixa varia entre R$4.000,00 e R$13.000,00.

Já para os(as) back-end, entre R$4.000,00 e R$14.000,00.

Os programadores(as) mobile possuem a faixa mais alta, variando entre R$7.000,00 e R$14.000,00.

Contrate os alunos da Kenzie

A Kenzie Academy Brasil possui um grande banco de talentos formado por alunos em busca de alocação profissional e oportunidades para primeiro emprego.

Em nosso currículo, trabalhamos não somente o ensino de tecnologias, mas também o que chamamos de soft skills: habilidades comportamentais fundamentais para que nossos alunos obtenham sucesso em seus inícios de carreira e aumentem suas chances de alcançar um bom emprego.

Conclusão

Se você é um(a) programador(a) em busca de oportunidade, não deixe de estar virtualmente presente nos ambientes citados ao longo deste conteúdo.

Se você, por outro lado, é um(a) recrutador(a) em busca de novos talentos, não desanime se houver alguma dificuldade! Com certeza há um(a) grande programador(a) esperando pelo seu contato!

Se você gostou desse conteúdo e gostaria de entrar na área de programação, eu recomendo você conhecer mais sobre a Kenzie Academy Brasil.

+1

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *