CTO

CTO: o que é, qual seu papel e quanto ganha um(a) diretor(a) técnico(a)


CTO, CIO, CMO, CEO… toda esta série de siglas do mundo corporativo podem causar uma grande confusão na cabeça de quem está ingressando agora no mercado de trabalho.

Os cargos executivos são os mais almejados dentro de uma organização e, para a sorte de todos os tipos de profissionais, todo setor tem um líder.

Para os profissionais de tecnologia e programação, este cargo é de CTO — ou Diretor(a) de Tecnologia.

No artigo de hoje, falaremos sobre o trabalho de CTO, qual o seu papel dentro de uma instituição, qual o salário médio para este profissional hoje, como anda o mercado de trabalho de TI e como se preparar para chegar a esta posição no futuro.

Vamos lá?

O que é o CTO de uma empresa?

O CTO de uma empresa, ou seu Chief Technology Officer, é o(a) Diretor(a) de Tecnologia.

É um cargo de nível executivo e de liderança ocupado por um profissional da área de tecnologia da informação

Esta posição é, geralmente, preenchida por um(a) desenvolvedor(a) bastante experiente, um(a) engenheiro(a) de software, um(a) técnico(a) de novas tecnologias, entre outros.

Qual o papel do CTO?

Por ser um cargo de nível executivo, o papel de um CTO está mais relacionado à esfera dos negócios e estratégias do que das aplicações práticas da tecnologia, ou à programação, efetivamente.

Em suma, podemos enxergar o CTO como uma espécie de gatekeeper de novas tecnologias: entre suas funções estão criar e implementar novos recursos e ferramentas voltadas à otimização dos procedimentos tecnológicos de uma empresa e trabalhar para sempre aumentar a eficiência dos sistemas internos da organização.

Todas as escolhas de um(a) Diretor(a) de Tecnologia — ou Diretor(a) Técnico(a) — devem estar voltadas à avaliação de custos e riscos junto ao CIO, sobre quem falaremos no próximo tópico.

Qual a diferença entre CTO e CIO?

O CIO, ou Chief Information Officer, é o(a) Diretor(a) de TI de uma organização.

É muito comum haver alguma confusão com relação a estes dois cargos, mas a diferença fundamental entre um CTO e um CIO é que, comumente, o(a) Diretor(a) de Tecnologia responde ao Diretor(a) de TI.

Uma vez que cabe ao CTO coordenar toda operação técnica de uma empresa e fazer sua manutenção, o CIO está mais relacionado a todo fluxo de informações, softwares e infraestrutura dos sistemas desta empresa, incluindo o setor de tecnologia, o que dá a este profissional uma visão mais holística de toda operação de negócios.

O CIO é responsável, por exemplo, pela gestão de recursos financeiros relacionados a toda área de TI, de pessoas empregadas nestas equipes e de projetos que englobam dois ou mais times.

Quais habilidades um CTO precisa ter?

Apesar de não ser o último líder do setor de tecnologia, um CTO precisa ser dotado de certas habilidades relacionadas à gestão de pessoas.

Isso porque é ele(a) quem comanda, diretamente, as equipes finais de programação. Selecionar, contratar e treinar desenvolvedores de acordo com as necessidades particulares daquela empresa ou de algum projeto individual são algumas de suas atribuições.

Um CTO também deve possuir visão estratégica e de longo prazo, visto que também tem grande poder de influência no planejamento e implementação de decisões que impactam não só sua equipe, mas outros setores da empresa.

Assim como um(a) programador(a), um CTO deve ser capaz de agir objetivamente em momentos de pressão. 

Tentativas de invasão de sistemas internos, por exemplo, são bastante comuns em grandes empresas, e é com esse tipo de inconveniente que um CTO deve lidar, além da segurança de dados sigilosos relativos à corporação.

Qual o perfil exigido de um CTO?

Um CTO deve ter, antes de qualquer outra coisa, um perfil altamente adaptável a mudanças.

Esta deve ser a primeira característica de quem deseja ser um líder na área de TI porque, com o avanço rápido das novas tecnologias e a criação constante de novas técnicas, esta é uma profissão que exige contínua atualização.

Em outras palavras, um CTO deve saber que nunca parará de estudar se quiser manter sua carreira.

Diante disso, uma dose de autodidatismo também é bem-vinda quando falamos sobre este tipo de profissional, partindo do princípio de que nem sempre as novas tecnologias importadas do exterior são ensinadas em instituições formais imediatamente.

Muitas vezes, a única fonte de informação de um(a) desenvolvedor(a) é outro(a) desenvolvedor(a). Daí a importância das comunidades da área.

Outras características imprescindíveis em um(a) Diretor(a) de Tecnologia são:

  • Visão estratégica;
  • Grande experiência no mercado;
  • Comprometimento com prazos;
  • Gestão de pessoas;
  • Orientação a resultados e qualidade;
  • Facilidade em tomar decisões;
  • Resiliência sob pressão;
  • Liderança eficiente;
  • Capacidade de lidar com diferentes direcionamentos ao mesmo tempo;
  • Disciplina, entre outras;

Quanto ganha um CTO?

Segundo levantamento da revista Exame de 2018, com atualização em 2020, o salário de um CTO que possui 4 a 8 anos de experiência no mercado pode chegar a até R$ 298 mil ao ano — ou cerca de R$ 24.000,00 ao mês.

Para profissionais com experiência acima de 12 anos, este número pode saltar até R$ 504 mil ao ano.

Segundo o Guia de Profissões do site de vagas trampos.co, os salários médios publicados por lá estão entre R$ 5.000,00 e R$ 16.000,00, a depender do tempo de experiência e qualificação.

Quanto mais capacitado o profissional, mais disputado ele será no mercado e mais caro será seu preço, por isso, se você tem o objetivo de tornar-se um CTO no futuro, não perca tempo na hora de se especializar.

Como anda o mercado de trabalho?

Por conta do avanço da tecnologia ao redor do mundo, o mercado de tecnologia da informação no Brasil é um dos únicos do país que dificilmente sofre com crises, não importa qual é a situação econômica do país.

O mercado de trabalho para estes profissionais, por sua vez, não deixa a desejar: quanto mais tecnologias são desenvolvidas, mais mão de obra é necessária para compreendê-las e implementá-las.

Deste modo, é possível dizer com segurança que o mercado de trabalho para quem é ou deseja ser um CTO está tão aquecido quanto sempre esteve.

Como se tornar CTO?

O conjunto de habilidades exigido de um profissional com esta responsabilidade e este nível não é absorvido de um dia para o outro.

É necessário, além dos conhecimentos técnicos, diversas competências relacionadas a como uma empresa funciona, além de skills muito específicos de auto-promoção, que serão adquiridos gradualmente através de anos de experiências..

Sendo assim, nenhum programador se tornará um CTO lendo uma apostila, mas somente após cursar um longo caminho repleto de tropeços e aprendizados.

O primeiro passo, porém, é uma especialização técnica.

Comece aprendendo a programar

Todo CTO é, sobretudo, um profissional de TI. 

Entre eles estão programadores(as), profissionais de infraestrutura, especialistas em dados e/ou segurança da informação, business intelligence, suporte técnicos, e muitos outros.

À vista disso, antes de tornar-se um(a) líder do setor, é preciso ser um(a) técnico(a), e aprender a programar como início desta jornada é uma das melhores opções.

Isto porque a pessoa que programa tem, na maioria das vezes, contato direto com diferentes linguagens, tecnologias e compreende a fundo como a internet funciona, bem como suas estruturas e, principalmente, como modificá-las.

Um profissional full stack, por exemplo, é capaz de atuar tanto em front quanto em back-end, as duas mais populares frentes de programação, estando capacitado para atuar em diferentes áreas de um mesmo projeto de desenvolvimento de software.

Na Kenzie Academy Brasil, você aprende programação full stack em apenas 12 meses!

Além disso, ainda adiciona ao seu currículo disciplinas relacionadas ao mercado de trabalho, como gestão de tempo, produtividade e organização; disciplina; construção de marca pessoal; treinamento para entrevistas; construção de portfólio e mapeamento de competências.

Todas estas disciplinas serão, com certeza, de grande valia para o futuro de quem deseja ocupar um cargo de CTO.

Conclusão

Toda carreira de sucesso tem um início, muitas vezes, árduo, que exige bastante do seu comprometimento e atenção. Mas pode ser  extremamente recompensador quando olhamos para os seus frutos.

Comece hoje a se preparar para o seu futuro e alcance, um dia, o cargo de Diretor(a)-Chefe de Tecnologia na empresa dos seus sonhos. Conte com a Kenzie!

Leia também:

0

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *