Estudar na Kenzie Academy é bom: Depoimento Gustavo Nunes

Estudar na Kenzie Academy é bom: Depoimento Gustavo Nunes

Do desemprego à recolocação em uma das áreas mais bem remuneradas do mercado de trabalho atual!

Sem recursos financeiros, Gustavo Nunes conseguiu mudar de vida com a ajuda da Kenzie, que reavivou um sonho de menino, mesmo no momento onde tudo parecia improvável de melhorar. Ele foi contratado 2 meses antes de se tornar um programador Full Stack.

Conheça a história do Gustavo e entenda o motivo da Kenzie ter sido um divisor de águas na vida dele.

O primeiro contato com a TI

Gustavo Nunes, 27 anos, aluno da Kenzie, é um dev que teve o primeiro contato com o universo da TI bem cedo. Segundo ele, tudo começou quando tinha apenas 12 anos.

Por mais que o interesse pela área tenha sido despertado na adolescência, até ele sentir segurança sobre o que realmente queria, houve um processo de mudanças, questionamentos e descobertas.

Pensando em compartilharmos essa experiência, convidamos o Gustavo para um bate-papo. Confira!

Como foi o seu primeiro contato com a TI?

“Eu tenho uma relação com a TI desde os 12 anos de idade. Cheguei a fazer curso técnico para me profissionalizar na área e alguns anos depois ingressei num curso de Ciência da Computação. Só que eu tinha muitas questões pessoais e profissionais para resolver e acabei abandonando o curso”.

Mudança de perspectiva

Em 2020, durante a pandemia, Gustavo conta que se viu numa situação bem delicada. Estava desempregado e sem perspectiva de melhoria. Com isso, passou a pesquisar quais seriam as alternativas para não precisar abrir mão da área de TI.

“Pesquisando eu descobri que o mercado de programação estava e está bombando muito. Além da alta demanda, os salários são atrativos e com a possibilidade de trabalhar remoto, algo que para mim, é muito melhor”.

Foi aí que houve uma virada de chave. A partir desse momento Gustavo resolveu estudar por conta própria e fez alguns cursinhos no YouTube. No entanto, tinha muita dificuldade para organizar seus estudos e horários.

A falta de orientação

“Neste momento eu me vi lidando com o mesmo dilema da faculdade. Eu me perguntava o tempo todo se aquilo que eu estava estudando iria ser útil para o mercado de trabalho. Além disso, eu sentia falta de compartilhar o que eu estava aprendendo e de ter algum tipo de orientação”.

Apesar do desânimo, Gustavo já estava totalmente imerso neste universo e, depois de muita pesquisa sobre escolas de programação, resolveu se inscrever na Kenzie.

A oportunidade certa

Por mais que tenha ocorrido algumas adversidades ao longo do caminho, Gustavo seguiu firme . “Na Kenzie eu me identifiquei e me senti acolhido desde os primeiros dias do processo. Me sinto assim até agora, afinal, ainda não terminei o curso”.

Para o nosso dev, outro fator que foi determinante para a  sua escolha, foi a possibilidade de pagar o curso somente após a conclusão.

“Esta opção foi primordial para mim. Eu não teria como pagar um curso desse porte se não fosse por meio dessa modalidade. Além disso, aqui, conheci ferramentas e metodologias que eu nunca tinha ouvido falar, ou seja, esta escola superou todas as minhas expectativas”.

Hoje, faltando cerca de dois meses para terminar o curso, Gustavo já está contratado e muito feliz com o caminho que está trilhando. “Estou trabalhando numa empresa grande, com um salário muito maior do que eu pensei que pudesse ter”.

Confira o depoimento do Gustavo clicando aqui.

Se você gostou desse conteúdo e gostaria de entrar na área de programação, eu recomendo que você faça a sua inscrição na Kenzie Academy Brasil. Estude Desenvolvimento Full Stack e só pague quando estiver formado. Faça já a sua inscrição.