O que é engenharia de software, qual é o salário, qual o perfil e onde estudar?

O que é engenharia de software, qual é o salário, qual o perfil e onde estudar?


A tecnologia da informação é uma área que não para de crescer. Novas tecnologias aparecem a todo momento e suas aplicações se capilarizam e permeiam todos os aspectos da nossa vida: a ciência de dados, a internet das coisas e o 5G são apenas alguns exemplos. 

Esta realidade destaca algumas áreas específicas de formação e atuação dentro TI. De olho nas oportunidades, profissionais tem buscado formação em Engenharia de software, uma das áreas de maior crescimento e melhor remuneração do mercado.

O que é engenharia de software?

A engenharia de software é a área da ciência da computação que trata da especificação, arquitetura, desenvolvimento, manutenção e criação de software.

O grande objetivo aqui é o desenvolvimento de softwares com organização, agilidade e visando um produto final escalável, de fácil manutenção e, sobretudo, que atenda as necessidades do cliente. 

Estes resultados são possíveis com a aplicação de boas práticas no levantamento de requisitos, aplicação de padrões de projeto e das melhores práticas de usabilidade e métodos de gerenciamento de projetos.

Na engenharia de software, existem tecnologias como linguagens de programação, bancos de dados, plataformas e metodologias de desenvolvimento e bibliotecas de código . 

Por sua vez, a fundamentação teórica da engenharia de software envolve o uso de modelos abstratos que permitem ao engenheiro realizar a especificação do software, projetar seu desenvolvimento, realizar a implementação e planejar sua manutenção e garantia de qualidade. 

O termo engenharia de software foi cunhado na década de 60, com a finalidade de organizar e dar o tratamento de Engenharia ao desenvolvimento de software que, à época, enfrentava dificuldades inerentes ao crescimento rápido tanto da demanda quanto da complexidade de sistemas. 

A engenharia de software está firmada nos seguintes princípios:

  • Rigor e Formalidade;
  • Separação de Interesses;
  • Modularidade;
    • Alta Coesão;
    • Baixo Acoplamento.
  • Abstração;
  • Antecipação a Mudanças;
  • Generalidade;
  • Incrementação;
  • Requisitos de Software;

Considerando o rigor e a formalidade, é importante observar que, apesar de o desenvolvimento de software ser uma atividade essencialmente criativa, deve ser sistemática. Além disso, deve obedecer rigidamente padrões estabelecidos. 

Generalidade e incrementação dizem respeito à capacidade de um software de crescer, em seu ciclo de vida, tanto em número de usuários como em novas especificações que apareçam após o término do ciclo de desenvolvimento. 

A engenharia de software é a ciência que visa garantir que sistemas sejam desenvolvidos, seguindo rigorosos padrões e metodologias para produzir sistemas de software de qualidade. 

Quem pode ser engenheiro de software?

A função pode ser desempenhada por profissionais formados em Ciência da Computação, Engenharia da Computação, Sistemas de Informação, a própria graduação em Engenharia de software e outras áreas relacionadas à tecnologia da informação. 

Estas áreas de formação trazem consigo a bagagem teórica necessária para quem quer ingressar na carreira. A experiência no desenvolvimento de software é também fundamental para um profissional com habilidades bem equilibradas.

O que faz uma pessoa formada em engenharia de software?

Após formado, o profissional irá atuar no projeto, testes, manutenção de softwares, jogos e sistemas complexos de TI. A pessoa também poderá atuar no gerenciamento do desenvolvimento de software. 

Onde o engenheiro de software pode atuar?

O crescimento constante na área da tecnologia da informação cria uma demanda imensa para a manutenção e adaptação de sistemas tecnológicos existentes para as novas tecnologias e paradigmas, bem como a criação de novos sistemas e integração entre  toda esta infraestrutura. 

O engenheiro de software será o profissional que atuará sob este contexto no desenho de soluções que atendam à demanda.

Como se tornar um Engenheiro de software?

Os cursos de ciência da computação, engenharia da computação, engenharia de software e outros relacionados à área de tecnologia da informação são um bom começo. 

A experiência na área, visando seguir essa carreira, é também parte fundamental dos passos que deve seguir quem quer começar. 

Há também cursos de pós-graduação que abordam especificamente o conhecimento, habilidades e metodologias que farão parte do ferramental que a pessoa utilizará em seu dia a dia. 

O que se aprende no curso de engenharia de software?

A grade curricular se assemelha muito a outros cursos da área de TI: arquitetura de computadores, lógica de programação, bancos de dados, teoria da computação, cálculo e matemática aplicada a computação. 

No entanto, o curso de engenharia de software terá maior ênfase em matérias de arquitetura e gerenciamento de desenvolvimento de sistemas

  • Arquitetura de software
  • Engenharia de requisitos
  • Engenharia de software
  • Gerenciamento de projetos
  • Gestão de ciclo de vida  do software
  • Manutenção de software
  • Métricas de software
  • Processos de software
  • Qualidade e auditoria de software
  • Tópicos em engenharia da computação

Qual o perfil do engenheiro de software?

O profissional compreende e aplica processos, técnicas e procedimentos de construção, evolução e avaliação de software. 

Além disso, ele analisa e seleciona tecnologias para o desenvolvimento do software, especifica os requisitos e atua na produção da documentação do software. 

  • Conhecimentos necessários

Adicionalmente ao conhecimento formal adquirido nos cursos mencionados, há uma vasta literatura produzida durante os mais de 80 anos em que a engenharia da computação se desenvolveu. 

  • Habilidades necessárias

O profissional deve ter compreensão das tecnologias disponíveis para  poder tomar as melhores decisões na escolha do pacote de tecnologias correto para a aplicação e deve conhecer a força de trabalho disponível para a implementação do sistema. 

É fundamental  conhecer plenamente as metodologias e os padrões de projeto que serão aplicados, bem como os processos  para gerência de projeto que serão utilizados.

O rigor dos processos de engenharia de software e gerenciamento de projetos mencionados exigem do profissional um grande senso de organização e boa capacidade de abstração.

Quanto é o salário de um engenheiro de software?

Na área de engenharia de software, os salários são bastante atrativos. A média salarial para essa carreira é de R$ 7 mil. No entanto, as faixas salariais variam  conforme o nível de experiência do profissional. No nível sênior, os salários podem chegar facilmente a R$ 15 mil.

Como anda o mercado de engenharia de software?

O mercado de trabalho de T.I. sofre com uma defasagem de profissionais há um tempo. No ano de 2019, havia cerca de 100 mil vagas de trabalho em aberto e esse número deve dobrar até o final de 2021. 

Para quem está procurando se inserir no mercado em  específico cargo de engenheiro de software, este cenário é ainda mais favorável.

A maioria dos profissionais recém-formados  procuram ocupar vagas em áreas como: programação, gerenciamento de bancos de dados e infraestrutura, áreas vistas com mais entusiasmo pelos candidatos. 

Isto aumenta a procura das empresas por engenheiros de software.

Conclusão

Com o mercado de TI aquecido e a crescente carência de profissionais especializados, a Engenharia de Software é uma carreira muito promissora tanto do ponto de vista da remuneração quanto da realização profissional. 

A pessoa que escolher este campo de atuação terá um nicho de mercado crescente para explorar e oportunidades tanto dentro de seu país quanto no exterior.

+1

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *