programador de logica de programação

Lógica de programação: o que é e por que é importante?

Tudo o que fazemos segue uma sequência lógica.

Na grande maioria das vezes, não nos damos conta disso, mas ao fazer uma análise do nosso cotidiano, podemos compreender como todas as nossas ações são consequência de uma cadeia de outras ações menores que nos levaram até uma atitude final.

Quer ver?

Vamos tomar como exemplo o café que tomamos de manhã.

Quando perguntam como tomamos nosso café, a maioria de nós responde que, ao acordarmos, preparamos o café com auxílio de uma cafeteira elétrica, colocamos ele em uma caneca e o tomamos.

Mas, ao destrinchar este processo, somos capazes de estipular uma sequência de passos que nos levaram ao ato final de beber este café. Esta sequência pode ser:

  1. Ao acordar, levanto da cama;
  2. Após levantar da cama, desço as escadas;
  3. Após descer as escadas, entro na cozinha;
  4. Após entrar na cozinha, pego o pó de café no armário;
  5. Após pegar o pó de café, o coloco dentro da cafeteira;
  6. Após colocar o pó na cafeteira, jogo água no compartimento específico;
  7. Após inserir todos os ingredientes na máquina, aperto o botão de ligar;
  8. Quando o café está pronto, pego a garrafa;
  9. Após pegar a garrafa, despejo o café dentro de uma caneca;
  10. Após colocar o café na caneca, bebo o café.

Se detalharmos ainda mais este processo, é possível incluir mais passos dentro desta sequência.

Não estamos acostumados a pensar desta maneira sobre nossas atividades cotidianas, mas, quando falamos de programação, estipular uma sequência de etapas é um procedimento muito importante e necessário, uma vez que, diferente de nós, seres humanos, os computadores não são capazes de prever nenhum comportamento.

Quando queremos resolver um problema, desenvolver um software, criar um jogo ou executar qualquer ação por meio de um código, precisamos estipular quais passos o computador deverá seguir para chegar ao nosso objetivo final.

À maneira de pensar logicamente para estipular sequências de passos para a resolução de um problema, damos o nome de lógica de programação; à sequência narrativa desses eventos, damos o nome de algoritmo.

O que é lógica de programação?

Lógica de programação é a organização coesa de uma sequência de instruções voltadas à resolução de um problema, ou à criação de um software ou aplicação.

A lógica de programação é o conhecimento anterior a qualquer outro quando falamos em desenvolvimento web porque é a partir dele que os aprendizados posteriores, como por exemplo o das linguagens de programação, fará sentido.

Cada linguagem tem suas próprias particularidades, como sua sintaxe, seus tipos de dados e sua orientação, mas a lógica por trás de todas é a mesma.
Em outras palavras, dominar a lógica de programação é a porta de entrada para tornar-se um programador completo, seja em front-end ou em back-end.

Por que a lógica de programação é importante?

Everybody in this country should learn how to program a computer because it teaches you how to think.” – (Todo mundo neste país deveria aprender a programar porque isso te ensina a pensar)

A frase acima foi dita por Steve Jobs e está cheia de sentido.

É muito comum que muitos estudantes de programação se perguntem por que a lógica de programação é tão importante.

A lógica de programação é importante porque é ela quem nos dá as ferramentas necessárias para executar o processo mais básico no desenvolvimento de alguma aplicação: a criação de seu algoritmo.

Antes de criar um software do zero, ou de resolver um problema de um já existente, é necessário descascá-lo até chegarmos ao seu núcleo.

Em outras palavras, precisamos compreendê-lo completamente, desde suas funções a seus objetivos finais — ou seja, pesquisar, rascunhar, dominá-lo na íntegra.

Abaixo, vou deixar alguns aspectos do nosso trabalho e da nossa vida que se beneficiam profundamente da plena compreensão dos conceitos de lógica da programação!

Organização

Ao aprendermos a pensar logicamente, tendemos a uma maior organização de alguns processos.

Seja em nossos ambientes pessoais ou dentro de nossa mente, a ordem é fator determinante para que possamos render mais e ser mais produtivos ao realizar nossas tarefas.

Com lógica de programação, a sua maneira de pensar irá mudar e, com isso, seus processos externos também serão positivamente impactados.

Raciocínio lógico

O raciocínio lógico de um programador é uma de suas maiores ferramentas de trabalho.

Uma máquina é incapaz de compreender ordens não-lógicas, do mesmo modo que são incapazes de raciocinar sobre regras dispostas de maneira desordenada.

E é para isso que a lógica de programação existe: ao aguçar o raciocínio lógico do programador, ele está mais próximo da maneira de pensar de um computador e, portanto, mais habilidoso na hora de desenvolver um código eficiente.

Quanto mais capazes de compreender as coisas ao nosso redor de maneira técnica nós formos, mais eficiente será nosso raciocínio lógico.

Resolução de problemas

Nem só de criação vive um programador; a resolução de problemas também é muito comum em sua jornada de trabalho.

Sob essa perspectiva, podemos dizer que a programação também pode ser entendida como o processo de dividir um problema complexo em pequenas partes para, então, resolvê-las gradualmente a partir de trechos de código.

Sem lógica da programação isso não seria possível, uma vez que o desenvolvimento de um algoritmo de resolução de problemas depende diretamente dela.

Concentração

Como eu disse há pouco, quando nossa maneira de pensar muda, mudam também as formas com que executamos nossos processos externos.

A concentração, por exemplo, é um deles.

Se você tem problemas em atingir um bom nível de concentração na hora de trabalhar ou estudar, compreender lógica de programação pode te ajudar.

Isso acontece porque, quanto mais claras as ações que precisamos desempenhar para atingir determinados objetivos, podemos ordená-las e executá-las, uma a uma, de maneira mais categórica e, por consequência, com mais concentração.

Entender a tecnologia

Já dissemos hoje que os computadores são incapazes de compreender ordens subjetivas e que não estejam estritamente ordenadas de acordo com a sua maneira de compreender, não é mesmo?

A partir disso, podemos concluir que, ao estudar lógica de programação, estamos estudando também a maneira como a tecnologia funciona de modo geral. Isso porque todos os processos existentes em TI dependem de um código que os sustenta.

Consequentemente, entender lógica da programação é um caminho muito eficaz para compreender a tecnologia como um todo.

O papel dos algoritmos na lógica de programação

Para quem é leigo, a palavra algoritmo chega a assustar. Muitas vezes temos a ideia de que um algoritmo é um sistema super complexo e de difícil compreensão.

Esta é somente uma meia verdade. Algoritmos podem ser sistemas mais robustos — e um bom exemplo disso é o algoritmo do Google, extremamente poderoso e preciso ao entregar os resultados de busca a um usuário.

Mas nem todo algoritmo está neste nível de importância.

Em programação, algoritmos são um conjunto de instruções que um software ou aplicação deve seguir para executar uma tarefa, resolver um problema ou chegar a um objetivo distinto.

Pense em um algoritmo como uma receita de bolo, por exemplo. Uma receita de bolo que nada mais é do que uma sequência lógica de etapas que, quando realizadas da maneira correta, resultam em uma deliciosa sobremesa.

Do mesmo modo, um algoritmo, quando executado através de um código que o permite funcionar com excelência, resulta na resolução de um problema.

Como entender a lógica de programação?

A maneira mais eficiente de compreender a lógica de programação é com a sua aplicação, ou seja: programando.

A teoria deve ser estudada profundamente, mas a aplicação dará a um programador uma dimensão mais ampla e mais completa sobre a utilidade destes conceitos.

Com esta percepção mais aguçada, um programador torna-se mais apto a encontrar soluções mais inteligentes e simples de maneira mais rápida.

Entender lógica de programação faz parte do processo de entender programação como um todo e, para isso, é preciso conhecer todos os aspectos deste processo.

Citarei alguns abaixo.

Variáveis e constantes

Constantes e variáveis são espaços de memória reservados em uma máquina para a manutenção de determinados dados.

Estes dados serão armazenados na memória de um software enquanto ele for executado. Na maioria dos casos, após o seu encerramento, estes dados deixarão de existir.

Os dados constantes, são fixos; os variáveis, variam.

Por exemplo: ao desenvolver um pequeno código para executar uma soma, podemos trabalhar com três variáveis.

As chamarei de X, Y e Z (o resultado)

As variáveis e constantes podem ser representadas por alguns tipos de dados. Vou colocar alguns abaixo.

Tipos de dados

Os tipos de dados são os formatos em que as constantes ou variáveis se apresentam.

Veja abaixo os quatro tipos mais comuns de dados utilizados em programação.

Texto

Este dado se refere aos dados que se apresentam através de uma sequência de caracteres de texto que possuem apenas letras.

Não é possível representar um dado de texto com números ou caracteres especiais, como símbolos.

Inteiro

O dado inteiro é a primeira classificação de dados numéricos. Este dado serve aos números inteiros, ou seja, sem divisões.

Podem ser positivos ou negativos, como por exemplo 25; 40; 78; -5 e etc.

Real

O dado real é a segunda classificação de dados numéricos. Este dado serve aos números quebrados, ou seja, que possuem casas decimais.

Também pode ser positivos ou negativos, como por exemplo 3,14; 2,5; -8,9 e etc.

Lógico

Este tipo de dado define constantes ou variáveis booleanas que exprimem condições; por exemplo, VERDADEIRO ou FALSO.

Estrutura de seleção e repetição

Uma estrutura de seleção e repetição é uma estrutura que permite que um trecho de código seja executado mais de uma vez. Estas estruturas também exprimem condições.

Os tipos de dados das estruturas de seleção costumam ser representados por if ou switch.

Para as estruturas de repetição, os dados costumam ser representados por while, for e do-while.

Qual a maneira mais fácil de aprender?

Não existe caminho fácil para nenhum tipo de aprendizado, mas na hora de estudar lógica de programação, investir em uma escola de programação que oferece o suporte de um time de ensino especializado pode otimizar e agilizar a sua curva de aprendizagem!

Na Kenzie Academy Brasil, você aprende lógica de programação e muito mais, em um curso de programação full stack e, em apenas 12 meses, está capacitado para atuar no front e back-end.

E o melhor: você ainda tem a opção de só pagar pelo curso após a sua conclusão, quando já estiver no mercado de trabalho, com uma remuneração mínima de  R$ 3 mil por mês. Conheça o método de pagamento ISA (Income Share Agreement).

Conclusão

Se você está buscando maneiras de tornar-se um desenvolvedor, não tente inventar a roda: comece pelo início e, ao dominar os conceitos de lógica de programação, você estará totalmente apto a voltar seus estudos para as primeiras linguagens de programação.

A Kenzie Academy é uma escola americana de programação para desenvolvedores, em que você estuda por 12 meses, em tempo integral, as principais linguagens do mercado para entrar no mercado de tecnologia atuando como um Full Stack.

Aproveite e já se inscreva gratuitamente na Experiência Kenzie: Introdução à Programação com JavaScript: https://participe.kenzie.com.br/curso-javascript – um curso gratuito, com mais de 80 horas de conteúdo para você assistir quando quiser, suporte para tirar dúvidas em tempo real e acesso exclusivo a uma comunidade no slack para receber conteúdos sobre carreira, tecnologia e programação, além de interagir com os outros participantes.

Inscreva-se agora e comece seu futuro hoje!

Leia também:

0
Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *