Networking

Networking: o que é, como fazer, para que serve?


Acredito que você já ouviu falar em networking, certo? Mas você sabe a maneira correta de fazê-lo?

Neste artigo, vou falar mais sobre essas conexões profissionais (networking) e como você pode fazer elas do jeito certo. 

Vou passar dicas para fortalecer sua rede de contatos e consolidá-las, mostrando como isso te ajuda a fechar negócios, projetos, conseguir sua vaga de emprego tão sonhada, que afinal, é o que a grande maioria tem como principal objetivo, concorda?

Antes de entrar no conteúdo em si, gostaria de compartilhar um pouco da minha experiência com networking.

Hoje, sou estudante de desenvolvimento web na Kenzie Academy. Mas quando eu comecei a me interessar por desenvolvimento, a primeira coisa que fiz foi seguir nas redes sociais pessoas experientes e de referência na área, para saber o que elas faziam/fazem no seu dia a dia, o que elas estudam e com quais tecnologias elas trabalham. 

Ah, em paralelo também participei de alguns eventos de tecnologia em minha cidade. 

A minha curiosidade, junto com o interesse em me conectar com pessoas experientes da área, foi importante para eu confirmar que era o desenvolvimento web que fazia meus olhos brilharem, e que era o que eu queria para minha vida. 

Foi o start para iniciar de vez os estudos!

Naturalmente, minha rede de contatos foi crescendo, comecei a estruturar o Linkedin por saber que, em um futuro a curto prazo, ter esse perfil atualizado vai ser o divisor de águas com relação às primeiras oportunidades de emprego. 

Afinal, hoje em dia, tech recruiters de todo o mundo estão lá no LinkedIn!

Também comecei a interagir em comunidades, como o discord, por exemplo, e com esse networking das comunidades, tive acesso para indicações de grandes eventos, orientações de carreira, amizades, parcerias e, inclusive, a escola onde estudo desenvolvimento full stack hoje, que é a Kenzie Academy, foi graças a uma indicação de uma rede social!

Bom, agora que contei rapidamente como o networking me ajudou e continua me ajudando, vamos para as dicas? Aposto que elas vão te ajudar, assim como me ajudaram!

O que significa networking? o que é ?

Network é um termo que vem do inglês (“net” é rede e “work” é trabalho).

Na prática, é a rede com todas as pessoas que você tem relacionamento da sua área, sejam colegas de faculdade, trabalho, professores, contatos de redes sociais como Linkedin ou contatos feitos em eventos presenciais ou online.

Para que serve o networking? 

Serve para estabelecer a relação de parceria, você precisa primeiro cativar a pessoa, ser uma pessoa interessante e, somente depois, talvez você peça uma indicação ou ajuda. 

O networking é uma parceria, não é somente um lado pedindo ajuda ou favores. Tome cuidado para não fazer um networking de forma errada e causar o efeito contrário.

Dicas para um bom networking

1 – Surpreenda positivamente a pessoa

Se você trabalha com prestação de serviço, tente sempre entregar algo a mais do que foi pedido, que agrade a pessoa, agregando valor para seu perfil e negócio. Isso cativa as pessoas de uma forma que elas querem ter você eternamente em sua rede de contatos.

2 – Lidere pelo exemplo

Você precisa inspirar as pessoas ao seu redor. O melhor modelo é o exemplo. Se na minha empresa eu quero que as pessoas deixem suas mesas organizadas, eu preciso ser o primeiro a dar o exemplo e deixar a minha organizada. Não adianta nada eu querer que todos façam algo que eu não faço.

3 – Nunca seja arrogante.

Nunca ache que você é o cara. Tenha sempre a humildade em aprender e entender que existem pessoas com muito mais experiência que você. 

Lembre-se: as tecnologias avançam muito em pouco tempo, o que hoje você acha que sabe muito, amanhã já pode ser antigo. Mantenha os pés no chão.

4 – Não inicie um contato pedindo um favor

Primeiro, gere valor para a pessoa, depois peça algo. 

Por que? Imagina uma pessoa que é referência no seu mercado, várias pessoas abordam ela o tempo todo, você precisa fugir do senso comum!

O que fazer então? Mostre seu valor, a oportunidade que você pode trazer pra ela e, principalmente, como você pode ajudar ela em seu negócio.

5 – Use as redes sociais 

A internet, hoje, pra quem sabe filtrar, pode ser uma bela oportunidade na busca por vagas. 

Para isso é importante participar e interagir em comunidades como o Discord, Slack, Telegram ou gerar conteúdos em redes como o Instagram e Linkedin.

Principalmente, o Linkedln, onde a grande maioria dos recrutadores estão. Por isso, faça conexões, fique atualizado e gere conteúdo, isso agrega valor para quem está ligado e buscando os melhores profissionais.

6 – Compartilhe conhecimento

Uma das formas mais inteligentes de agregar valor e melhorar seu networking é compartilhar o que você já sabe, por mais simples que seja, por meio das redes sociais ou até mesmo com gente que está ao seu redor. 

Isso, além de consolidar sua base de conhecimento, ainda faz com que as pessoas passem a admirar e acompanhar você.

A importância de construir uma boa imagem profissional 

Não tem jeito, se você quer alcançar seus objetivos e ser bem sucedido, você vai ter que lidar com pessoas o tempo todo, conhecer gente e o mais importante fazer com que as pessoas te conheçam e seguir a famosa frase: “quem não é visto, não é lembrado”

É mais fácil conseguir a vaga desejada por indicação de terceiros, do que tentar, por exemplo, indo falar diretamente com alguém que nem te conhece.

Antes de qualquer coisa, zele pela sua imagem profissional, para causar, pelo menos, uma boa primeira impressão. A reflexão, em cima disso, deve ser: será que as pessoas que convivem comigo diariamente me indicariam para cargos de extrema importância? 

Se a resposta honesta for sim, você está no caminho certo!

Use os eventos de tecnologia ao seu favor

Acredite, você está no lugar certo! Mas não adianta só participar, é preciso entender a melhor forma de aproveitar os contatos nesses eventos ou palestras de tecnologia. 

É a sua chance perfeita! mas tudo vai depender da sua abordagem e seu propósito. 

Se o seu objetivo é entrar no mercado de tecnologia, tenho algumas dicas que podem te ajudar na sua missão:

1 – Prepare-se para o evento.

Saiba o que fazer lá, quem estará no evento, verifique a lista de palestrantes para usar ao seu favor, qual conteúdo vai ser abordado e, naturalmente, você se sentirá mais à vontade para interagir com outros participantes. 

2- Seja interessante

Crie mentalmente um discurso curto e impactante de apresentação para quando alguém te perguntar o que você faz. Dessa maneira, você cria e vende sua imagem pessoal!

3 – Estude a agenda do evento

A maioria dos eventos tem palestras simultâneas, em salas diferentes. E como ainda não dá pra ficar em 2 ou mais lugares ao mesmo tempo, você precisa escolher o que vai assistir. Estude a agenda e analise o que vai ser mais relevante para ajudar nessa escolha.

4 – Modere o uso do celular

Ficar no celular o tempo todo pode ser um desperdício de tempo e investimento. Além disso, as pessoas ao seu redor vão ficar receosas de chegar até você, não vacile! Use o celular para tirar fotos e salvar contatos e informações.

5 – Aborde as pessoas

Da maneira certa, por favor! Se a pessoa der liberdade, se apresente diretamente, fale seu nome, o que faz, iniciando e terminando o contato com um aperto de mão e um sorriso. 

Se aquele contato que você tanto deseja interagir estiver cercado de outras pessoas, aproxime-se aos poucos, tente pegar o gancho do assunto e inicie a conversa com os envolvidos ao redor.

6 – Use as redes sociais.

Após o evento, uma das formas de consolidar os contatos é usando as redes sociais, a rede mais aconselhável é o Linkedln. Faça conexões com as pessoas que você conheceu e um post sobre o evento, isso futuramente pode render bons frutos.

Sou introvertido(a), consigo fazer networking?

Ainda existem pessoas que escolhem/acham que a área de TI é para quem não gosta de lidar com pessoas, para ficar atrás de um computador no fundão da sala, sem precisar conversar com quase ninguém e, por isso, não precisar fazer contatos.

Esse pensamento é totalmente fora da realidade nos dias de hoje. Cada vez mais, empresas e startups querem profissionais dinâmicos, que tenham uma comunicação clara e soft skills bem desenvolvidas.

Mas se você tem um perfil introvertido, fique tranquilo. Ser introvertido não é um defeito mesmo! Existem diversos empresários e excelentes profissionais que são introvertidos. Quer um grande exemplo? Bill Gates, o fundador da Microsoft.

<Foto Bill Gates> citando fonte da imagem

Se você sente dificuldade na hora de fazer networking, por ser introvertido, deixo aqui algumas dicas finais!

1 – Não pense que você está importunando uma pessoa quando pede ajuda

Se você não solicitar, como a pessoa vai saber que precisa de uma orientação ou recomendação? Pense nisso. Tire suas dúvidas de maneira educada e respeitando o tempo de resposta do outro. Dessa maneira, você se mostrará uma pessoa interessada. 😉

2 – Seja fiel a sua personalidade

Não tem nada de errado em não ser (e não querer ser) o centro das atenções. Se não é algo que faz da pessoa confortável, por introversão ou outros motivos, não precisa ser. Dá para mostrar outras qualidades, exemplo: ser um bom ouvinte e ainda fazer boas conexões profissionais!

3 – Participe de eventos com um objetivo definido: fazer novos relacionamentos

Caso deseje melhorar sua comunicação, uma boa dica seria escrever no papel aquilo que você quer dizer ao desenvolver seu networking e treine na frente do espelho se possível milhares de vezes até que aquilo flua de forma natural, persuasivo, convincente e que ganhe confiança.

Conclusão

Nesse artigo apresentei uma série de dicas de como aumentar, melhorar e cativar seu networking. Tentei trazer experiências próprias, da minha humilde opinião, para te ajudar nesse momento tão importante do mercado.

Depois que me tornei aluno da Kenzie Academy, o senso de comunidade e rede de contatos deu um salto gigantesco! Tanto em quantidade, quanto em qualidade. 

Aliás, para quem quer uma pessoa programadora desejada pelas melhores empresas, a Kenzie é o melhor lugar.

Enfim, posso dizer que essas foram minhas melhores escolhas nesse ano, que até então parecia ser perdido. O poder do networking foi e está sendo muito importante pra mim e a tendência é só melhorar. 🙂

E acredite no potencial do seu networking! Ele faz muita diferença. 

Espero ter ajudado!

Leia também:

0

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *