Novas tecnologias que estão mudando o mundo

Novas tecnologias que estão mudando o mundo


Nós já sabemos o quanto as coisas mudam rápido e como cada mudança pode gerar um grande impacto na humanidade. As novas tecnologias, chegaram para simplificar as nossas vidas, em todos os sentidos. 

Você sabe quais são as novas tecnologias mais marcantes da atualidade, e suas utilidades? 

E, já se perguntou o que mais ainda está por vir? 

Se inteligência artificial, tecnologia 5G, realidade virtual, Big Data, entre outros, são temas que despertam o seu interesse. Então, este conteúdo foi feito para você! 

As tecnologias que já são realidades 

As tecnologias nos proporcionam mecanismos úteis em vários sentidos, seja no âmbito profissional, ou em atividades de lazer. Tecnologias essas, capazes de nos fazer vivenciar e criar experiências. A tecnologia atual, já nos permite conversar com pessoas de qualquer lugar do mundo, trabalhar de onde estivermos e realizar transações financeiras muito mais rápidas do que era a alguns anos atrás. Atualmente, já existem hologramas com as imagens de pessoas que já partiram e até mesmo robôs humanoides.

No texto abaixo, você poderá conhecer um pouco mais sobre as tecnologias que já são realidades. Em seguida, também falaremos sobre as novas tecnologias do futuro. É fato de que ambas se complementam, pois a tecnologia existente evolui o tempo todo

Inteligência artificial 

Inteligência artificial, (por vezes mencionada pela sigla em português IA ou pela sigla em inglês AI – artificial intelligence) é a inteligência similar à humana exibida por sistemas de software, além de também ser um campo de estudo acadêmico. O termo inteligência artificial foi criado por John McCarthy em 1956, John faleceu em 2011. Em vida recebeu inúmeras premiações, e era conhecido pelos estudos no campo da inteligência artificial e por ser o criador da linguagem de programação Lisp. A linguagem Lisp foi projetada primariamente para o processamento de dados simbólicos.

Em filmes de ficção científica, a IA é vista como algo até mesmo assustador, mas na vida real ela pode oferecer inúmeros benefícios para as indústrias de vários segmentos.

Realidade virtual e realidade aumentada

Dentre tantas novas tecnologias, a realidade virtual e a realidade aumentada, são dois termos bem conhecidos por aí. Porém, nem todo mundo sabe quais as diferenças entre elas. Mas a diferença é bem simples, a virtual cria um ambiente que simula a realidade, já a aumentada é uma tecnologia capaz de misturar os elementos de um ambiente real com outros do ambiente virtual. Ou seja, a realidade aumentada é uma combinação desses dois elementos. 

Acompanhe abaixo alguns exemplos das duas tecnologias:

A realidade virtual pode ser utilizada de várias maneiras. Por exemplo, transformando e inovando a experiência dos clientes de uma marca. Uma empresa sueca de móveis domésticos investiu na realidade virtual para que os clientes pudessem ter noção de como os móveis ficariam em suas casas. Criando assim, uma experiência de compra muito mais interessante, e garantindo uma chance maior de compra. 

Um grande exemplo de realidade aumentada, é o C-Thru, um capacete tecnológico. Segundo o portal Hypeness, essa criação tem quatro principais ferramentas para ajudar os bombeiros na hora de um resgate. Uma dessas ferramentas, é um visor com sensor térmico, mostrando as zonas de calor em tempo real! Outra ferramenta do capacete, é um recurso que cancela um ruído seletivo, bloqueando o barulho das chamas e enfatizando os gritos de socorro. Neste caso, a realidade aumentada é um grande benefício para o trabalho desses heróis.

Big Data

De acordo com a Wikipédia, Big Data (grandes dados em português) é a área do conhecimento que estuda como tratar, analisar, e obter informações a partir de conjuntos de dados grandes demais para serem analisados por sistemas tradicionais. O termo Big Data surgiu em 1997. Por ser um termo relativamente novo, o Big Data, acaba não sendo encontrado na maior parte de dicionários de estatística. 

Segundo uma matéria sobre o tema no site Canaltech, as empresas utilizam o Big Data para concretizar os desejos de seus clientes antes mesmo que eles peçam.

Um exemplo são as sugestões de sites de compras, como a Amazon. E recomendações de outros serviços, como a Netflix e o Spotify. 

Ou seja, podemos concluir que o Big Data ajuda as empresas em suas análises de dados, e também a aprimorar a experiência de interação. Empresas de qualquer segmento podem utilizar o Big Data, desde que sua operação esteja nesse ambiente online. Neste caso, quanto mais a empresa estiver digitalizada, mais dados ela terá à sua disposição. 

Internet das Coisas 

A Internet das Coisas, surgiu como um resultado de avanços e estudos de várias áreas.O termo se refere a uma interconexão digital de objetos do dia a dia com a internet,uma continuação da internet para esses objetos, possibilitando que tenham capacidade de computação e comunicação. Podendo tanto controlar os objetos, como também que eles sejam utilizados como provedores de serviços. A Internet Das Coisas, é uma conexão de dispositivos à rede através de sinais de rádio de baixa potência, é o campo de estudo mais ativo da internet das coisas. Sendo o principal motivo, o fato de que sinais desse tipo não precisam de Wi-Fi nem Bluetooth. 

Simplificando, podemos dizer que podemos adicionar sensores a itens mais comuns como máquinas de lavar, geladeira, ou relógios. Dispositivos comuns, que podem ser conectados à internet. Então a Internet das Coisas, é a forma como esses objetos físicos estão conectados, se comunicando entre si e com um usuário, através de sensores inteligentes e softwares, transmitindo dados para uma rede! 

As novas tecnologias do futuro 

Agora que você já sabe um pouco sobre as tecnologias já utilizadas no nosso cotidiano, vamos falar sobre as que prometem se expandir nos próximos anos, e também sobre as novas que virão! Nos baseando em pesquisas, e estudos que se desenvolvem em universidades e laboratórios, podemos ter ideias de quais tecnologias serão marcantes nos próximos anos. Claro, considerando que são apenas estimativas, porém muitas dessas tecnologias já estão sendo citadas como promissoras em todo o mundo. 

5G

Provavelmente você já ouviu falar da tecnologia 5G, pois ela está ligada diretamente ao aparelho mais utilizado pelas pessoas hoje em dia, o celular! A tecnologia 5G, é um padrão de tecnologia de quinta geração para redes móveis e de banda larga. As empresas começaram a implantar essa tecnologia em todo o mundo, no final de 2018. 

Segundo a  Anatel — Português (Brasil) , diferente das redes 2G, 3G, 4G, os avanços da 5G irão consolidar e diversificar conceitos como Internet das Coisas e aprendizagem de máquina em tempo real. 

De acordo com o Buscapé, a estimativa é de que até julho de 2022 as capitais e o distrito federal já tenham cobertura 5G, e que todo o Brasil seja contemplado até 2029.

As redes 5G podem ser de 10 até 100 vezes mais rápidas na transmissão de dados do que as redes 4G. Ainda de acordo com a reportagem, a nova geração de redes móveis traz tantas possibilidades variadas que é até difícil prever todas elas. Por enquanto, já podemos esperar avanços nas comunicações e no entretenimento. Conforme afirmou Renato Citrini, gerente sênior de produto da divisão de dispositivos móveis da Samsung Brasil. 

Tecnologias baseadas em blockchain

O termo do blockchain surgiu em 2008 no artigo acadêmico de Satoshi Nakamoto (suposto criador do bitcoin). A blockchain é uma espécie de “livro”, com vários registros e dados compartilhados que exercem a funcionalidade de criar um índice global para toda e qualquer transação que ocorra em um determinado mercado. 

Criptomoedas como o Bitcoin, o Ethereum e a Litecoin, são baseadas em registros blockchain. O Bitcoin é código aberto, seu design é público, ninguém é proprietário ou controla o Bitcoin e qualquer um pode participar! 

Lembrando que, várias outras moedas digitais surgiram usando a mesma lógica da blockchain.

O Ethereum, assim como o Bitcoin não é controlado por nenhuma organização ou governo, podendo também ser utilizado para armazenar valores, realizar pagamentos, e fornecer garantias. O Bitcoin é uma alternativa dedicada à moeda digital, enquanto o ether está focado no desenvolvimento da plataforma de blockchain Ethereum e não tanto no crescimento do ether, que é a criptomoeda. Segundo o guia: O que é Ethereum? Como funciona o ETH? | GuiaDoBitcoin, quando as pessoas geralmente se referem ao Ethereum, na verdade estão falando sobre o Ether (ETH). A blockchain Ethereum se tornou sinônimo de sua própria moeda.

Impressão 4D

Ainda nos surpreendemos e tentamos entender sobre as impressões tridimensionais, mas a impressão 4D já faz parte do nosso vocabulário. É importante entender que a impressão 4D surgiu a partir da 3D, sendo assim, ela irá imprimir materiais 3D que terão suas formas modificadas depois. Ou seja, após o material estar pronto, ele poderá ser modificado, e transformado. Utilizando de materiais inteligentes, que poderão ser programados para alterarem de cor, forma, ou tamanho, ao receberem um domínio externo. 

Fones de ouvidos inteligentes 

Se você tem interesse em novas tecnologias, certamente já ouviu falar, ou até mesmo já utilizou um fone de ouvido sem fio, que não precisou ser conectado a algum aparelho para ouvir uma música. O site TechTudo, publicou uma lista bem bacana com opções de  Headset Bluetooth, os acessórios trazem tecnologias como microfone integrado e cancelamento de ruído. Seja para aumentar a produtividade no trabalho, ou para o público gamer, os acessórios são bem interessantes. Vale a pena conferir! 

Cidades sensíveis 

O conceito de “Cidades Sensíveis” foi criado pelo arquiteto italiano Carlo Ratti Associati, mesmo em meio a tantas novas tecnologias, ele oferece destaque ao lado humano. A ideia é utilizar a tecnologia para aprimorar a vida urbana. Provavelmente esse conceito de cidades sensíveis será mais conhecido daqui a algum tempo, mas como o processo de evolução da tecnologia avança muito rapidamente é necessário estar atento para acompanhar as mudanças. Em uma das entrevistas feitas com Carlo, ele preferiu utilizar o termo de “Cidades Sensíveis” do que o “Cidades Inteligentes”. 

A cidade inteligente direciona o foco para a tecnologia, enquanto a cidade sensível por sua vez, utiliza da tecnologia para os avanços no meio da vida humana. Os processos de experiências são muito importantes, pois não existe apenas um caminho a seguir. Assim como em meio a pandemia nos deparamos com o trabalho remoto, que ao que tudo indica veio para ficar.

Afinal, a ideia principal é facilitar o cotidiano, e focar em qualidade de vida.

Plantação vertical 

Você já ouviu falar em plantação vertical, fazenda vertical, e agricultura vertical?

Quando falamos em qualquer um destes termos citados acima, estamos falando de sustentabilidade, e tecnologia verde! A tecnologia verde propõe inovações para superar os desafios ambientais, pois o modelo tradicional de produção não contribui para o meio ambiente.

O cultivo verticalizado permite o crescimento da plantação sem o uso de agrotóxicos, e economiza mais água. Ou seja, o conceito surgiu como uma solução sustentável. 

Realidade Virtual Imersiva

A realidade virtual imersiva é a sensação de estar fisicamente em um ambiente não-físico. Essa sensação é produzida por um sistema de realidade virtual, proporcionando sons, imagens, e demais estímulos capazes de envolver o usuário que o cerca. Podemos usar como exemplo a imersão que ocorre ao meditar, aquela concentração que a pessoa é capaz de ter, é o que determina o grau de sensações reais que a pessoa consegue sentir. 

O ambiente da realidade virtual é um cenário artificial, gerado por um computador, no qual o usuário pode “mergulhar”.

Inteligência Artificial Geral (AGI)

Um termo relativamente recente, e talvez pouco conhecido ainda para alguns. A inteligência artificial geral é conhecida como o ramo da IA. Mas, o propósito dela é funcionar com uma inteligência de nível humano, obtendo uma vasta grade de tarefas. A ideia da AGI é simular o pensamento humano por meio de uma plataforma, que é capaz de generalizar uma variedade de circunstâncias. Sendo capaz de aprender e realizar, qualquer atividade intelectual que um ser humano faça. 

A grande dúvida da maioria sobre a AGI, é se ela veio para nos ajudar ou de fato nos substituir.

Você já deve ter assistido o filme “O Homem Bicentenário”, é uma história de uma família que compra um robô para auxiliar nas atividades domésticas do dia a dia. Porém, com o passar do tempo o robô vai aprendendo traços característicos de um ser humano. Esse filme é do ano de 1999, mas parece que está cada dia mais próximo de se tornar realidade. Já existem robôs humanoides, e a semelhança conosco pode ser aterrorizante para alguns! Enquanto outros, adorariam ter um robô em casa. Mas, de fato eles não possuem sentimentos! 

Imagem sem tela

As reuniões virtuais nunca mais serão as mesmas! Hoje em dia já virou rotina para a maioria das empresas, os encontros virtuais. Mas, você já pensou em poder visualizar seus colegas de trabalho, através de um headset de realidade virtual? 

É o que promete o Microsoft Mesh, uma plataforma que permite reuniões virtuais com hologramas. A novidade foi recentemente lançada pela Microsoft, a plataforma mistura realidade e experiências virtuais.

O Mesh utiliza a tecnologia de holoportação. Ou seja, o usuário pode enxergar hologramas de outros usuários que estão conectados no mesmo espaço virtual, indiferente dele estar fisicamente no ambiente. 

Mais uma das novas tecnologias, que junta o mundo real com a realidade virtual, e a realidade aumentada. De acordo com o The Verge, o CEO da Microsoft, Satya Nadella, fez uma comparação da plataforma com o  Xbox Live. “Pense no que o Xbox Live fez para jogos — fomos de single player para multiplayer, criando comunidades que ajudaram as pessoas a se conectarem e alcançarem juntas”, disse Nadella. 

Conclusão

Portanto, podemos concluir que com as novas tecnologias o futuro do mundo será de uma conexão cada vez maior! E que elas nos trazem várias vantagens, podendo facilitar as nossas vidas, otimizar os lucros nas empresas, e melhorar a qualidade de vida nas cidades. 

Embora para algumas pessoas, certas tecnologias possam ser assustadoras, logo se tornarão tão comuns quanto as tecnologias que já vemos hoje em dia. Afinal, a tecnologia está presente na vida de todos, até mesmo daqueles que não gostam dela.

Se você gostou desse conteúdo e gostaria de entrar na área de programação, eu recomendo que você faça a sua inscrição na Kenzie Academy Brasil. Estude Desenvolvimento Full Stack e só pague quando estiver formado. Faça já a sua inscrição.

0

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *