o que ninguém conta sobre empreendedorismo

O que ninguém conta sobre empreendedorismo?

Todo mundo já escutou por aí que empreender não é uma tarefa fácil, mas quão difícil realmente é?

Segundo uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria e auditoria Pwc Brasil, nove em cada dez startups brasileiras vão à falência, ou seja, somente 10% dessas empresas sobrevivem e/ou atingem o sucesso. Os motivos que levam a falência são diversos, desde produtos que não atendem a uma real necessidade do mercado à pouco investimento em estratégias de marketing.

Olhando para essa estatística é realmente impressionante que as pessoas tenham vontade de tirar uma ideia do papel e entrar para o mundo do empreendedorismo. Pois é, mas o mais interessante é que apesar de todos os desafios do nosso país e da jornada empreendedora, o brasileiro se destaca nas 4 atitudes mais importantes para o empreendedorismo: visão de oportunidade, proatividade, criatividade e, claro, sonho grande!

Talvez seja por isso que eu sempre tive vontade de empreender.

Mas antes de começar o artigo em si, acho importante me apresentar e contar um pouco da minha história com o empreendedorismo. Hoje sou co-fundador e COO da Kenzie Academy Brasil, escola de programação que tem o objetivo de ofertar ensino de qualidade para quem deseja trabalhar na área da tecnologia e mergulhar nesse oceano de oportunidades!

Desde pequeno, sempre fui muito curioso e motivado por desafios. Minha paixão sempre foi resolver problemas. Iniciei minha jornada profissional no mercado financeiro, trabalhando em fundos de investimento e, quando achei que já havia aprendido o suficiente para ter uma base sobre o mercado financeiro, resolvi mergulhar a fundo nesse mundo de inovação e startups.

Trabalhei por dois anos na Bcredi, fintech especializada em crédito com garantia imobiliária, e foi lá que eu percebi que uma das maiores dificuldades do time de tecnologia era a contratação de boas pessoas desenvolvedoras.

Foi aí que juntei a minha experiência, com a vontade de resolver problemas e vi bem em minha frente um grande desafio: propor uma solução para o mercado e empreender!

Por que eu quis empreender?

Sempre tive vontade de fazer algo que realmente impactasse a vida das pessoas e encontrei na Kenzie, um grande propósito de oferecer aos outros, uma oportunidade de mudar de vida e realizar seus objetivos.

Com um grande desafio e propósito em mãos, resolvi começar um negócio que conectaria pessoas que gostariam de adentrar no mercado de tecnologia, com empresas que precisam diariamente de mais pessoas desenvolvedoras em suas operações.

Nessa jornada empreendedora, colecionei alguns acertos e erros e, claro, muitos aprendizados.

Pensando nisso, gostaria de compartilhar alguns conselhos com você que está começando um novo negócio ou que pensa em empreender!

Vamos lá?

Nem tudo são flores

Empreender é igual andar de montanha-russa. Existem dias que tudo dá certo, que você está realmente contente com o que está acontecendo. Nessa hora, a única certeza que você pode ter é: aproveite este momento, mas tenha em mente, uma hora ou outras as coisas podem mudar.

Essa oscilação de estado, entre bom e ruim, é muito comum quando você está no começo e o mais importante nessa hora é ser resiliente e seguir em frente. Hoje em dia, depois de ter passado por diversas situações, aprendi a lidar com elas de uma maneira muito melhor.

Já sei que nem tudo será sempre perfeito e que momentos difíceis virão. Então, consigo manter a calma e pensar racionalmente para poder tomar a melhor decisão no calor do momento. E essa inteligência emocional, claro, também é um exercício diário, que você desenvolve todos os dias um pouco mais.

Errar é normal e proveitoso

Sabe aquela ideia que você tem certeza que vai dar certo? Que vai mudar o rumo da empresa e solucionar todos seus problemas? Pois é, às vezes não dá!

E isso é muito comum quando se está começando uma empresa. O mais importante nessas horas é entender o motivo pelo qual a ideia não teve sucesso e adicionar isso a lista de aprendizados que você carrega em sua jornada.

Errar e aprender é algo excelente e proveitoso, ainda mais no começo, quando a empresa é menor e ainda não tem tantos riscos inerentes à operação. Agora errar e não aprender nada com o erro é simplesmente jogar tempo e dinheiro fora.

Busco sempre com meu time e na minha empresa, engajar todos em reflexões do que estamos fazendo bem e do que estamos fazendo mal. Criar esses momentos ajuda a garantir que realmente aprendemos com o erro e, dessa maneira, evitamos de acontecer novamente.

Faça uma boa gestão

Essa é com certeza a tarefa mais difícil, porém a mais importante para um empreendedor.

Quando se está começando uma empresa, normalmente você tem uma boa ideia e um time pequeno. As pessoas que você contrata nesse começo, com certeza vão moldar seu futuro, então é necessário aprender a fazer uma gestão excelente.

Preze sempre pela transparência e crie uma cultura de feedbacks. Utilize de muita empatia quando estiver ouvindo algum feedback negativo, realmente se colocando no lugar do outro e entendendo o real motivo do feedback.

Dê e também peça muitos feedbacks, essa é a melhor maneira de evoluir como profissional.

Administre bem seu tempo

O dia tem 24 horas para todo mundo, não importa o que você faça. Administrar bem seu tempo é uma tarefa essencial para quem está empreendendo.

Eu preciso te avisar: basicamente seu dia começa resolvendo problemas e termina resolvendo ainda mais problemas. Minha dica aqui é: mantenha suas tarefas priorizadas, saiba as coisas mais importantes que você tem que entregar no dia para atingir seus objetivos futuros.

Quero ressaltar que para tornar o seu tempo mais produtivo, ter uma visão do que você quer alcançar é essencial. É muito fácil, ser absorvido por atividades do dia a dia e perder o foco na visão geral.

Já aconteceu comigo e vai acontecer novamente, mas gosto sempre de buscar meu foco, de tempos em tempos, para refletir se o que estou fazendo está alinhado com os objetivos a longo prazo. Isso com certeza, me deixa mais produtivo.

E muito importante: você também não pode deixar sua vida pessoal de lado e só focar na profissional, isso gera um desgaste muito grande e atrapalha sua criatividade e produtividade. Não esqueça de reservar um tempo para fazer coisas que você gosta e que não são relacionadas a trabalho. Ter a sua saúde mental em dia é importantíssimo para atingir seus objetivos!

Leia muito

A leitura é um hábito muito comum entre a maioria dos empreendedores. Ela é uma excelente oportunidade de se aprender com os erros dos outros, evitando que isso aconteça na sua empresa. Com bons livros, você também aprende e se inspira nas melhores práticas de grandes empreendedores. Eu, particularmente, acredito ser muito motivacional ler histórias de como grandes empresas nasceram e quão difícil foi o caminho até chegarem ao sucesso.

Recomendo também não só a leitura de assuntos relacionados ao seu negócio, mas também os que não são relacionados. Ler, assistir, escutar e viver diferentes culturas amplia muito seu horizonte e ajuda na criatividade do dia a dia! É a famosa bagagem cultural, tão comentada por especialistas que ajuda o nosso cérebro na hora de resolver problemas.

Conclusão

Deu para perceber que a vida de empreendedor não é nada fácil, mas cada suor gasto vale muito a pena. No meu caso aqui na Kenzie, ver nossos estudantes se desenvolverem ao longo do curso é algo muito gratificante. Quando eles conseguem um emprego na área de tecnologia, que é seu objetivo final, me sinto extremamente realizado e mais motivado ainda para continuar nessa jornada!

Empreender cansa, é verdade, mas também é uma oportunidade única para crescer pessoalmente e profissionalmente. Montar um time que está na mesma página e junto com você no mesmo propósito para atingir seus objetivos não tem preço.

Leia também:

0
Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *