Objetivo para curriculo

Como criar um bom objetivo para currículo (com exemplos)


Para quem está em busca do primeiro emprego, ingressar no mercado de trabalho pode ser um grande desafio.

Para quem está mudando de profissão, trocar de setor também pode ser bastante desafiador.

Se você está começando na programação ou mudou de área e deseja agora dar seus primeiros passos no mercado de tecnologia, o ponto de partida é o desenvolvimento de um bom currículo.

Objetivo, competências, formação, experiências, portfólio… e muitas dúvidas sobre como preparar a melhor apresentação possível sobre todas as suas capacidades.

No artigo de hoje, pensando em um dos campos que mais geram confusão na hora de serem preenchidos no seu curriculum vitae (CV), falaremos sobre o objetivo profissional e como prepará-lo da melhor forma.

Mais adiante, também daremos dicas sobre como montar um currículo conciso e claro e detalharemos melhor todos os seus espaços.

Vamos lá?

O que é o objetivo para currículo?

O objetivo profissional é, em termos gerais, o cartão de visitas do seu currículo.

Ele é a primeira parte de uma estrutura padrão curricular e, após dados pessoais como nome, endereço e telefone, é a primeira informação profissional com que o recrutador terá contato.

O objetivo do seu currículo deve estar necessariamente relacionado com a vaga para a qual você está se aplicando. E sempre deverá ser personalizado. 

Como criar o objetivo para currículo?

A primeira coisa que você deve ter em mente na hora de elaborar esta importante parte do seu currículo é, obviamente, qual é o seu real objetivo profissional neste momento e/ou na empresa onde você deseja trabalhar.

O objetivo do seu currículo deve estar necessariamente relacionado com a vaga para a qual você está se aplicando, então uma boa dica é focar no melhor cenário possível dentro deste cargo é especificar o caminho para alcançá-lo. Você pode especificar seu objetivo através de um resumo de qualificações ou somente resumo.

Abaixo, listei algumas recomendações que podem ser muito úteis na hora de montar seu currículo, principalmente se você está ingressando no mercado de trabalho pela primeira vez.

Seja específico

Um currículo deve ser, sempre, sucinto e lógico.

Imagine que para cada vaga aberta em uma empresa, um recrutador recebe dezenas — ou centenas! — de currículos em pouquíssimo tempo.

A sobrecarga de candidatos leva esses recrutadores a serem mais diretos e pragmáticos quanto for possível, então, na hora de se apresentar, seja breve e poupe-lhes o tempo.

Se o seu currículo profissional não for claro, se não deixar claro que você é a pessoa certa para a vaga, dificilmente um recrutador estará disposto e tentar decifrá-lo. Ajude o recrutador deixando muito claro quem você é, o que fez e o que busca no momento. 

Foque nos detalhes

Porque um objetivo profissional deve ser conciso, isso não significa que ele deve ser vago.

Se você está se aplicando à uma vaga de desenvolvedor jr., por exemplo, demonstre que você está por dentro de quais são os detalhes deste cargo e inclua seu conhecimento nesta área.

Seja claro e sucinto

O objetivo profissional do seu currículo deve ter, no geral, 3 parágrafos. 

Não menos que uma, para não ser resumido demais, e nem mais, para não correr o risco de desviar da objetividade.

Escrever um objetivo profissional razoavelmente curto também pode facilitar que você atinja a clareza que este campo do seu currículo exige. 

Em outras palavras, vá direto ao ponto, de maneira explícita e detalhada, mas sem enrolação.

Cite o cargo ou posição desejada

Se você está prestes a se candidatar a uma vaga de analista python jr, não comunique em seu objetivo profissional que almeja uma posição de gerência.

Apesar do seu objetivo profissional poder estar relacionado ao seu plano de carreira em algum momento no futuro, descrevê-lo como algo muito distante daquilo que está sendo proposto na vaga em questão pode ser perigoso.

Na hora de especificar suas metas, procure focar naquelas de curto prazo. É o que você está buscando agora e não no futuro. Você pode comentar por cima planos futuros, mas não como objetivo principal e como foco da sua apresentação. 

Guarde algumas qualidades para a entrevista

Se você está elaborando um currículo, lembre-se que nem tudo sobre você deve estar exposto nele.

Pense no seu CV como uma carta de apresentação padronizada que exibe suas habilidades de maneira sistemática, porém resumida.

Tentar incluir neste pequeno espaço tudo o que você é capaz de fazer pode dar muito errado e tornar o seu currículo confuso e pouco objetivo, então sempre guarde suas melhores qualidades pessoais para a entrevista. Deixe o recrutador curioso.

Não use frases prontas, adapte

Utilizar clichês ou frases muito estereotipadas pode transmitir a impressão de que você não é dotado de grande criatividade.

Pense pelo lado do recrutador: se um candidato não é capaz de expressar de maneira individual e personalizada quais são seus próprios objetivos, como poderá demonstrar grande originalidade ao desempenhar suas funções quando empregado?

Crie um currículo diferente para cada empresa

É muito comum que profissionais capacitados em diferentes funções dentro de uma mesma área fiquem confusos na hora de especificar seus objetivos.

Se você tem duas ou mais especialidades e está habilitado para desempenhar diferentes cargos, crie diferentes currículos.

Esta é a dica mais prática para facilitar a vida de quem é um profissional múltiplo.

Se você atua, por exemplo, como full stack, mas poderia atuar como front-end em determinada empresa, back-end em outra e DevOp em outra, tenha um CV para cada uma destas empresas onde você deseja trabalhar e especifique, em cada um deles, um objetivo profissional diferente.

Certifique-se, é claro, que cada um desses objetivos se relaciona com a vaga específica para qual ele será enviado.

Alguns exemplos de frases de objetivo para currículo

Se você ainda está um pouco perdido sobre como o objetivo profissional do seu currículo deve ser na prática, darei abaixo alguns exemplos de frases para você se inspirar.

Mas lembre-se: ainda que um dos exemplos sirva para você, adapte ele à sua realidade e à vaga que você deseja. 

Para profissionais com experiência

  1. Procuro novos desafios profissionais, desenvolvimento de minhas habilidades e a geração de resultados positivos como (cargo selecionado). Meu objetivo é viabilizar um crescimento qualitativo e quantitativo para a empresa.
  1. Busco contribuir de maneira significativa com a empresa a partir de minhas funções como (cargo escolhido); bem como evoluir como profissional e aprimorar minhas capacidades dentro da área de tecnologia.
  1. Procuro um ambiente profissional onde possa colocar em prática todo conhecimento obtido ao longo de diversos anos de experiência como (cargo selecionado).
  1. Sou  um profissional da área de (área de atuação), comprometido com resultados e focado em soluções. Busco um lugar onde possa trabalhar em equipe, colaborar e continuar aprendendo. 
  1. Possuo mais de 10 anos de experiência (cargo/função/área) e tenho habilidades em (lista de 3,5 habilidades coerentes com a vaga). 
  1. Sou formada em (curso) e atualmente estou migrando de carreira para (nova área). Durante minha vida profissional tive a oportunidade de  (competências e resultados) e acredito que essas habilidades serão úteis em meus próximos desafios.

Para pessoas sem experiência

  1. Procuro ingressar no mercado de tecnologia como (cargo selecionado) e tenho como grande objetivo o desenvolvimento de minhas habilidades e da organização como um todo.
  1. Busco fazer parte da equipe (equipe selecionada) como (cargo selecionado) para que possa pôr em prática o que venho aprendendo e estudando ao longo de minha formação.
  1. Procuro iniciar minha carreira em tecnologia a partir do cargo de (cargo selecionado) e busco, através deste novo desafio, me desenvolver profissionalmente e contribuir ativamente para o desenvolvimento da empresa.

Dicas para fazer um bom currículo

Apesar de ser uma exposição metódica das habilidades e capacitações de um profissional, um currículo deve construir uma narrativa consistente.

Isto é, o seu CV deve possuir início, meio e fim conectados entre si

Lembre-se de que a seleção dos currículos geralmente é a primeira etapa de todo processo de recrutamento e é nela que a maioria dos candidatos perde sua chance de concorrer a um bom cargo.

Abaixo detalharei algumas dicas sobre como construir uma boa estrutura 

Dados pessoais

Não há muito segredo sobre como expor seus dados pessoais.

Aqui deverão estar seu nome completo, idade, estado civil, contatos (telefone e email) e, se necessário, sua localização.

Nenhuma informação em falta ou em excesso!

Objetivo profissional

Como dito acima, em resumo, o objetivo reflete a sua intenção acerca da vaga para a qual você está se candidatando.

Escreva uma ou duas linhas sobre quais são seus objetivos ao se candidatar para determinado cargo em determinada empresa. Seja claro, direto e original.

Portfólio

Para profissionais criativos ou desenvolvedores, esta parte do currículo é muito importante para que a qualidade do seu trabalho possa ser avaliada pelos recrutadores.

Ter um portfólio organizado, categorizado e de fácil compreensão é um dos maiores trunfos de quem precisa mostrar suas habilidades antes de ser entrevistado.

Uma exposição confusa de seus trabalhos ou publicações anteriores pode transmitir uma sensação de desordem com relação ao candidato que pode ser difícil de ser reavaliada.

Formação acadêmica

Se você possui formação acadêmica formal, descreva neste campo todos os seus cursos, em formato de lista e em ordem cronológica. Por exemplo:

  • Doutorado;
  • Mestrado
  • Pós-graduação / MBA
  • Graduação
  • Etc.

Experiência profissional

Toda experiência conta!

Se você possui experiências profissionais em outras áreas, descreva-as em seu CV também. Não se preocupe em apenas mostrar conhecimento sobre a área em que você está agora.

Isso porque, muitas vezes, habilidades adquiridas em um setor podem ser úteis em outro e por aí vai.

Se você busca uma vaga de coordenação cujas funções incluem contato com o cliente, por exemplo, pode se beneficiar de já ter trabalhado com atendimento ao público. 

Ou, se busca por uma vaga de programador em uma agência de publicidade, ter alguma experiência anterior na área de marketing pode ser uma vantagem competitiva.

Cursos extracurriculares

Além da formação acadêmica formal, os cursos extracurriculares também são capazes de garantir a especialização de diversos tipos de profissionais. 

Se você foi aluno da Kenzie Academy, por exemplo, incluir nosso curso de programação full stack em seu currículo pode ser um grande diferencial.

Para determinados setores, como tecnologia e marketing digital, por exemplo, a imensa gama de cursos extracurriculares e formações fora de instituições de ensino formais são uma fonte extremamente rica de estudo.

No seu CV, disponha os cursos concluídos por você da mesma maneira que a sua formação acadêmica: em formato de lista / bullet points. Esta é a visualização mais prática para este tipo de informação.

Atividades complementares

Grande parte das graduações nas mais variadas universidades incluem atividades complementares em seus programas educacionais.

As atividades complementares podem variar muito de área para área, e vão desde trabalhos em campo, como por exemplo para quem está se formando em veterinária, por exemplo, a visitas à exposições e museus, para quem estuda história.

Trabalhos voluntários também contam como atividades complementares e devem ser inseridos no seu currículo, uma vez que além de demonstrarem boa vontade por parte do candidato, também são experiências práticas.

Qualidades

Ainda que não seja necessário incluir todas as suas qualidade no seu CV, uma vez que algumas delas devem ficar guardadas para a entrevista, ilustre a sua apresentação com alguns pontos positivos sobre você.

Mas neste momento, é preciso ser cuidadoso. Uma boa dica é fugir do lugar comum de citar qualidades disfarçadas de defeitos e simular uma falsa modéstia, como por exemplo dizer-se uma pessoa “muito perfeccionista”.

Use essas técnicas também no LinkedIn

Os currículos tradicionais são muito valiosos, mas se o seu trabalho está de alguma forma ligado à internet, o LinkedIn é uma ferramenta extremamente poderosa.

Milhares de recrutadores buscam, diariamente, profissionais para as mais diversas vagas a partir da possibilidade de filtrá-los por habilidade, formação, experiência e etc.

Por isso, a dica é: crie uma conta e preencha o máximo de campos possível em seu perfil profissional, e utilize palavras-chave estratégicas na hora de compor suas habilidades. Isso incluirá o seu perfil em uma grande quantidade de filtros e dará mais exposição a ele.

Conclusão

Desenvolver uma carta de apresentação, expor-se apropriadamente em uma entrevista, fazer um currículo, portar-se de maneira profissional em suas primeiras experiências — tudo isso pode gerar grandes dúvidas e nervosismo em novos profissionais, sejam novos por inexperiência e pouca idade ou novos por estarem ingressando pela primeira vez em um mercado de trabalho diferente.

Esperamos que as dicas acima possam ajudá-los a alcançar seus objetivos profissionais!

Gostou do conteúdo e quer se tornar PROGRAMADOR DE VERDADE? A Kenzie tem a solução para você: o PROJETO DEV! O curso será nos dias 2, 3, 4 e 5 de AGOSTO e será uma semana de aulas gratuitas com um novo projeto pra lá de especial. Vamos codar em HTML e CSS a interface de um dos aplicativos mais usados no mundo!

Clique aqui e inscreva-se agora!

Leia também:

+1

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *