O que é pensamento crítico e como colocá-lo em prática?

O que é pensamento crítico e como colocá-lo em prática?


Alguns acreditam que o pensamento crítico envolve um julgamento negativo ou reprovador. Mas, na verdade, trata-se de uma análise mais aprofundada, um julgamento imparcial referente a algo.

E existem muitos motivos para o pensamento crítico ser tão importante em nosso cotidiano. Pois, mais importante que acumular informações, é ter um julgamento correto de cada uma delas. O pensamento crítico, não se limita apenas a uma área de conhecimento, e essa capacidade de pensar de forma clara e lógica, é valiosa independente do que escolhemos fazer. Convido você, a acompanhar esse texto, para entender um pouco mais sobre o que é o pensamento crítico.

O que é pensamento crítico?

No geral, o pensamento crítico trata-se de uma análise dos fatos para poder formar um julgamento. O pensamento crítico é uma avaliação minuciosa, feita conforme o cenário em que se encontra. É analisar o assunto em questão, com clareza e racionalidade. Por ser um tema complexo, existem várias definições distintas. Mas, todas envolvem uma análise racional e imparcial. 

É um pensamento disciplinado, que observa e analisa, os fatos e as evidências.

Qual a importância do pensamento crítico?

O pensamento crítico é essencial para a tomada de decisões mais assertivas, e também para o sucesso profissional. O pensamento crítico não envolve opiniões pessoais, pois o foco está nos fatos e na racionalidade. Desta forma, incentiva uma postura mais investigativa, o que é muito importante para os estudantes, e profissionais. Uma pessoa que se utiliza do pensamento crítico, acaba sempre trazendo soluções inovadoras.

Quais são as habilidades relacionadas ao pensamento crítico?

Resolução de problemas.

1. Defina o problema.

Para você solucionar um problema, é ideal que antes defina o problema. Identificando sua verdadeira causa, você conseguirá determinar qual a melhor solução. Em seguida, você poderá priorizar os melhores caminhos para chegar nesse resultado. 

2. Gere soluções alternativas.

Observe atentamente o problema, tente buscar um padrão de sucesso, e repita-o. No livro Crítica da Razão Pura, o filósofo alemão Immanuel Kant, destaca que todo conhecimento humano começa a partir da experiência. É válido ressaltar que, cada pessoa sente e vive de formas diferentes, então busque várias soluções. Imagine várias lacunas e preencha cada uma delas.

3. Trabalhe em cima da alternativa escolhida.

Após identificar o problema, e buscar soluções diversas, então use todo seu conhecimento para trabalhar dentro da alternativa escolhida. Se necessário faça pesquisas, reveja os fatos e procure novas informações, se baseando sempre em pesquisas de fontes confiáveis.

4. Implemente a solução.

Feito tudo isso, é o momento de criar um plano de ação para implementar a solução. Ou seja, estudar o que fazer, como fazer, quando fazer, e decidir o responsável por essa implementação.

Lembrando que, ao delegar essa tarefa para um terceiro, a responsabilidade ainda é sua. Afinal, o plano foi elaborado por você. É importante utilizar o pensamento crítico nessa hora. Avalie se realmente é necessária outra pessoa para realizar essa ação, ou se você mesmo poderá concluí-la. Principalmente, se for algo de cunho profissional, considerando todos os prós e contras, de forma imparcial. 

Tomada de decisão.

Conforme o cenário, é que será definido se o processo de tomada de decisão será simples ou complexo. Leve em consideração, tudo o que foi avaliado nos itens anteriores. Pois, a ação resultará no seu resultado positivo ou negativo. E em caso de questões profissionais, um caminho equivocado pode gerar um novo problema para sua empresa, ou equipe. Em decisões profissionais, é sempre válido ser ainda mais cauteloso. Pois, tudo que fazemos nesse ambiente, pode afetar diretamente ou indiretamente outras pessoas.

Raciocínio lógico.

Para que o raciocínio lógico seja trabalhado é necessário ter a capacidade de organização do pensamento e estruturar todas as partes do seu planejamento. O raciocínio lógico, trata sobre interpretar o problema, ter propriedade em seu entendimento, e identificar as melhores soluções. Quando conseguimos entender as causas do problema, é muito mais fácil enxergar as soluções.

Como estimular o pensamento crítico?

A base do pensamento crítico, é o questionamento. Então, questione tudo e todos. Observe cada situação, faça pesquisas sobre algum tema que te interessa, crie debates saudáveis com colegas. Mas, não se esqueça que seus argumentos devem ser embasados em fontes seguras, use as informações da internet com coerência.

Você também poderá estimular o pensamento crítico sozinho, assistindo a documentários, e até mesmo escrevendo sobre temas polêmicos, ou opostos ao que você gosta. Desta forma, você trabalhará seu julgamento imparcial, terá uma visão racional do fato, e ganhará uma postura profissional que o ajudará muito. Lembre-se de manter o foco, estimule o pensamento crítico de forma organizada e com clareza.

Fazer a gestão do tempo.

Que o pensamento crítico é ligado a organização, você já sabe! Para realizar suas tarefas, a organização é uma etapa fundamental. Uma gestão de tempo eficiente, permite que você trabalhe e estude, de maneira mais inteligente e eficaz. Você poderá concluir as suas tarefas de forma mais rápida, e obter resultados mais assertivos.

Para isso dar certo, você precisa organizar as suas tarefas, dividir o seu tempo entre cada compromisso, priorizando o que deve ser feito com mais urgência. Classifique, organize, e priorize seus objetivos.

Examinar as convicções. 

Ter convicção, é o mesmo que ter certeza, firmeza, segurança, e ideia sobre algo em que acredita. Mas, quando falamos do que é o pensamento crítico, precisamos nos basear em fatos, de forma imparcial.

Uma pessoa com pensamento crítico, é capaz de refletir sobre as suas próprias crenças. Um pensador crítico precisa ter clareza em suas ideias, para desenvolver julgamentos com exatidão, tendo certeza dos dados analisados. Desenvolver a curiosidade é algo que pode ajudar a criar novas alternativas. O anseio pelo aprendizado e conhecimento, manterá seu cérebro ativo. Então, manter o discernimento, também faz parte de ter um pensamento crítico.

Estimular a boa escrita: a chave do sucesso na era digital.

Tom Chatfield é um escritor, radialista e filósofo da tecnologia. Os seus livros exploram a cultura digital atual, e já foram publicados em mais de 20 países! Segundo ele, escrever bem é uma forma de alcançar o sucesso no mundo digital. A escrita e o pensamento estão conectados. Para Tom, a chave para o sucesso no século XXI depende de habilidades de pensamento crítico bem desenvolvidas. Saiba mais sobre ele aqui: Tom Chatfield – Wikipedia

Embora as ferramentas tecnológicas estejam se tornando cada vez mais poderosas e já tenham nos superado em diversos aspectos. Com a capacidade do pensamento crítico, possuímos algo que elas nunca terão. Nós dominamos as máquinas.

Por exemplo, um corretor ortográfico online, pode corrigir erros, mas não pode pensar criticamente. Máquinas podem oferecer dados, mas nosso pensamento crítico não nos deixa ser manipulados. Então dedique um tempo, para desenvolver seu pensamento crítico, trabalhando a boa escrita, certamente os resultados serão satisfatórios. 

Como colocar o pensamento crítico em prática?

O site skillsyouneed.com nos ensina um exercício bem simples. Vou resumir abaixo, quais os questionamentos ensinados. Primeiro, pense em algo que falaram para você recentemente. Feito isso, faça a si mesmo as seguintes perguntas:

1. Quem disse isso?

É alguém que você conhece? Ou alguma pessoa em posição de autoridade? De que maneira lhe importa de quem veio a informação?

2. O que foi dito? 

A informação que você recebeu é comprovadamente um fato ou uma opinião?

A pessoa forneceu todos os fatores por trás dessa informação, ou alguma coisa ficou faltando?

3. Onde foi dito? 

A informação foi fornecida em público ou em particular?

E outras pessoas puderam responder, ou acrescentar algum argumento alternativo?

4. Quando foi dito?

O sincronismo dessa informação é realmente importante? Por que isso foi dito naquele momento? E foi dito antes, durante ou depois de um evento considerado importante?

5. Por que foi dito? 

A pessoa explicou o raciocínio dela por trás de sua opinião? Ela estava tentando te convencer de que era algo bom ou ruim? Qual foi a motivação dela, para dizer isso? 

6. Como foi dito?

A pessoa estava feliz, triste, com raiva ou indiferente quando lhe deu essa informação?

Ela falou isso pessoalmente ou por escrito? E você conseguiu compreender exatamente o que foi dito?

Ela utilizou algum tom de sarcasmo ao passar essa informação? Essa informação foi transmitida diretamente para você, ou ela chegou por outros meios? 

7. Conclusão 

Se considerar cada uma das questões acima, você já estará pensando de forma crítica, e terá uma nova visão da situação. Terá uma visão mais abrangente, e poderá avaliar antes de acatar o que foi dito como uma verdade única e absoluta. Pode parecer um pouco complexo, mas uma vez que você começar a praticar o pensamento crítico, ele se tornará uma habilidade natural no seu dia a dia. 

Conclusão 

Conforme apresentado neste conteúdo, o pensamento crítico é uma habilidade essencial para a vida pessoal, e profissional. O uso desse pensamento implica em analisar uma situação de forma racional, e imparcial. Utilizar do pensamento crítico, oferece uma garantia de escolhas mais assertivas, e melhores resultados. Pois, ele tira o foco de opiniões pessoais, mantendo sua visão apenas nos fatos. Quando trabalhamos o pensamento crítico, fazemos uma análise mais detalhada, evitando assim julgamentos precipitados. 

Se você gostou desse conteúdo e gostaria de entrar na área de programação, eu recomendo você conhecer mais sobre a Kenzie Academy Brasil.

+1

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *