Script: o que é, suas vantagens e as melhoras linguagens de script

Script: o que é, suas vantagens e as melhoras linguagens de script


Hoje falaremos sobre Script, termo utilizado em diferentes áreas e que você já deve ter escutado muitas vezes. Mais conhecido como um texto que indica uma série de instruções, o script é usado em peças teatrais, programas televisos, atendimento ao cliente e, no universo dos desenvolvedores, é um elemento fundamental para o dia a dia de trabalho.

Como este é um conceito base para os profissionais da área de TI, falaremos sobre o seu significado, como é aplicado, quais são seus principais benefícios e quais são as linguagens de script mais utilizadas. Acompanhe!

O que é Script?

Na linguagem de programação, script pode ser definido como uma série de instruções executadas de maneira ordenada ou como um conjunto de instruções para a execução de determinada tarefa em um software. Por isso, compreender como usá-lo é essencial para aproveitar todos os recursos que ele oferece.

O que significa scripting na programação?

Scripting é o código usado para otimizar processos em sistemas computacionais, ou seja, a linguagem de script é usada para dar instruções a programas que estão sendo executados em um computador.

Quais as diferenças entre scripts e codificação?

Codificação é uma palavra abrangente e é usada em todas as linguagens de programação. Mas o que distingue um do outro é que as linguagens de programação geralmente são usadas para o desenvolvimento de plataformas completas e estruturadas, buscando a ótima performance dos programas. Já as linguagens de script são utilizadas em atividades de menor escala como, por exemplo, criação de rotinas (macros) e integração entre aplicações existentes.

Por que usar scripts?

Por serem flexíveis e possibilitarem o desenvolvimento de programas por meio da combinação de componentes já existentes. Além disso, a linguagem de script  permite a junção de programas menores para elaborar um grande sistema. Eles também são conhecidos como linguagens de extensão, pois permitem que algumas ferramentas sejam estendidas com estas linguagens. Outra característica interessante é que os scripts tornam a codificação mais simples e rápida 

Automatização de processos

Quando pensamos em atividades repetidas e que demandam um certo tempo investido, a automatização de processos é um elemento fundamental para facilitar a realização de atividades de alta complexidade. 

Repetição e agendamentos de processos

Para evitar que tarefas caiam no esquecimento, o agendamento de scripts é super importante. Afinal, quando se trabalha com extensos códigos de dados é possível criar scripts que são executados de maneira programada.

Diminuir os erros e aumentar a precisão

Os scripts desempenham um papel fundamental quando o assunto envolve processos de análises de dados. Através deles há um aumento na precisão da análise, refletindo diretamente na redução de erros e na otimização de processos.

Tornar os processos mais simples

Por meio dos scripts as funcionalidades de um sistema podem ser facilmente acessadas quando comparadas às linguagens de programação tradicionais, como C: entrada e saída, manipulação de arquivos, gerenciamento de processos, proteção e autorização, acesso à rede e,entre outros.

Interações com o usuário

Outra funcionalidade super importante da linguagem script é a possibilidade de interação com o usuário. Por meio da entrada de dados, o scripting permite que os dados sejam personalizados de acordo com o gosto pessoal do usuário.

Documentar processos

Por meio da criação de scripts é possível realizar a manutenção da documentação de processos, reuniões e auditorias. Além disso, eles poderão ser consultados sempre que necessário, tornando tudo mais prático e seguro.

Tipos de Script

Existem diferentes linguagens de script e cada uma delas possui aspectos e funcionalidades distintas. Por isso, elas são amplamente utilizadas na codificação de plataformas autônomas e websites. Confira abaixo os tipos de script.

Scripts SHELL

Quando entramos numa plataforma, na maioria das vezes usamos os comandos Shell, conhecido como a linha de comando do seu sistema operacional. Em outras palavras, um shell script é um conjunto de todos os códigos de uma determinada plataforma.

Scripts do lado do cliente

Quando nos referimos às linguagens de scripts do lado do cliente, queremos dizer que elas são processadas no navegador do cliente. Logo, o principal objetivo desse script é permitir que uma página seja criada especificamente com base nas informações e opções do usuário, sem ser uma página fixa que aparece igual para todo mundo.

Scripts do lado do servidor

Já o script do lado do servidor é um pequeno programa que reside dentro servidor e que é executado como resposta a determinadas ações entre elas: personalização de sites, alteração de conteúdos e acesso a banco de dados, estabelecendo uma interação entre cliente e servidor.

Scripts com NTC hosting 

Criado através do Linux e Apache, o NTC hosting oferece suporte para diferentes scripts do lado do servidor de maneira otimizada, estável e ágil. A exemplo disso podemos citar o Python e PHB.

O que são macros?

Na área de programação, as macros podem ser definidas como um padrão de entrada que é substituído por um novo padrão de saída. 

Quais são as vantagens de usar linguagens script?

Existem diversas vantagens no uso das linguagens de script, no entanto, como falamos anteriormente, cada uma precisa ser analisada e usada conforme a necessidade de cada projeto.

Fácil de aprender e usar

Os scripts são fáceis de aprender e de serem utilizados, além disso, permitem o uso em qualquer sistema operacional e colaboram para um melhor desempenho no desenvolvimento de plataformas. Outro fator interessante, é que por meio deles é possível realizar uma aplicação open-source, ou seja, qualquer indivíduo pode contribuir e criar outras funcionalidades.

Código aberto e gratuito

As aplicações open-source são excelentes, no entanto, como o código de fonte é aberto e gratuito, pode haver problemas com a falta de segurança. Além disso, é preciso um interpretador no seu computador para realizar a aplicação.

Portátil e multiplataforma

Considerando que as linguagens de script são executadas em um servidor remoto ou no navegador do visitante, elas oferecem outra vantagem significativa: são portáteis e de plataforma cruzada. Ou seja, não há a necessidade de instalar um software adicional e qualquer navegador pode aplicar suas funções em qualquer sistema operacional.

Melhores linguagens de script 

Para quem está iniciando os estudos em programação ou está considerando a possibilidade de conhecer uma nova linguagem de roteiro, saiba que há diversas linguagens de script e todas elas são interessantes para agregar um novo conhecimento na carreira profissional. 

Confira abaixo as 12 linguagens de script mais utilizadas.

JavaScript

Também conhecida como JS, JavaScript  possui funções de primeira classe e suporta programação orientada a objetos. Além disso, por ser dinâmica, leve e interpretada, está entre as linguagens prediletas dos desenvolvedores.

PHP

Muito utilizada no desenvolvimento web back-end, a PHP ( sigla para Personal Home Page), é uma linguagem que possui características orientadas a objetos e páginas compostas com HTML. 

Python

Por ser considerada uma estrutura de código de fácil compreensão, a Python tem sido utilizada para diferentes finalidades como, por exemplo: desenvolvimento web, Machine Learning, desenvolvimento de jogos e ciências de dados. Além disso, você digita bem menos do que na maioria das linguagens.

Ruby

Reconhecida por ser uma linguagem com foco na produtividade, o Ruby conta com uma sintaxe leve e de fácil leitura. Outro atrativo da linguagem é que mesmo sendo orientada a objetos, ela também suporta a programação processual e funcional.

Groovy

Uma linguagem dinâmica de programação orientada a objetos e com sintaxe semelhante ao Java. Além disso, possui propriedades do Python e do Ruby, que serviram como fonte de inspiração para o seu desenvolvimento.

Perl

Criada inicialmente para realizar o processamento de relatórios, a Perl (Practical Extraction and Reporting Language), é uma linguagem de script de alto nível que também é chamada de “Canivete Suiço da Internet”, por conta da sua versatilidade. Suas aplicações são voltadas CGI para a web, gerenciamento de sistemas Linux e manipulação de strings.

Lua 

Famosa pela sua funcionalidade de portabilidade, a linguagem de script Lua foi desenvolvida no Brasil na PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro) para ser uma escrita rápida e leve. Considerando que o intérprete da Lua é escrito em C, ele pode ser facilmente incorporado em outras aplicações usando sua API C. Por isso, você pode usar Lua para estender aplicações em linguagens baseadas em C, como C++, C#, Java, Perl, Ruby, e outras.

Bash

Responsável por traduzir os comandos (shell) para o sistema operacional, Bash é uma linguagem que pode ser executada na maioria dos sistemas Linux, macOS e no Windows por meio da WSL. Além disso, ela utiliza funcionalidades de outras linguagens de scripting como Korn Shell e C shell.

PowerShell

Criada para realizar a automação de atividades, o powershell possui uma sintaxe compacta que torna o trabalho na linha de comando mais ágil. Ou seja, pode ser usada em diferentes sistemas operacionais como o Linux, Windows e macOS.

VBA

Conhecido por permitir um desenvolvimento rico em flexibilidade e funcionalidade, o VBA, sigla para Visual Basic Applications, foi criado para aplicações Microsoft Office e para garantir a automatização de tarefas repetidas, como incluir novas funcionalidades e interagir com os usuários.

Emacs Lisp

Emacs Lisp é uma linguagem que foi criada para permitir a personalização de textos dentro do editor GNU Emacs. Por essa razão, possui um conjunto de funcionalidades específicas para aquele ambiente. 

GML

Muito utilizada para o desenvolvimento de jogos, a GameMaker Studio 2 possui uma linguagem com programação processual e que tem a sua sintaxe parecida com a do JavaScript. 

Conclusão

Como você pôde acompanhar até aqui, as linguagens de script possuem diferentes variações, sintaxes e implementações, o que as tornam incríveis para a automatização de sistemas, criação de videogames e construção de sites dinâmicos.

Com a compreensão dos tipos de scripts e suas especificidades ficará muito mais fácil tomar uma decisão assertiva na hora de escolher qual é a linguagem mais adequada para a resolução de determinado problema ou projeto.

Se você gostou desse conteúdo e gostaria de entrar na área de programação, eu recomendo você conhecer mais sobre a Kenzie Academy Brasil.

0

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *