String em Python

O que é string em Python e quais os principais métodos string?


Se você acompanha nossas publicações com frequência, sabe que o Python é uma das linguagens sobre as quais mais escrevemos.

Além de ser, hoje, uma das queridinhas do mercado de programação, ela traz consigo diversas vantagens extremamente atrativas aos profissionais e aos gestores de tecnologia. 

Entre elas estão sua versatilidade, a grande quantidade de bibliotecas e frameworks disponíveis com base em sua sintaxe, sua flexibilidade e, o benefício sobre o qual falaremos hoje: a facilidade com que é possível manipular dados em strings.

No artigo de hoje, explicaremos melhor o que é uma string, quais são os principais métodos string em Python e como executá-los.  

Vamos lá?

O que é string em Python?

Strings, não somente em Python, mas também em outras linguagens de programação, são conjuntos de caracteres de texto que podem ser compreendidos como representações de informações escritas dentro de um código.

Todas as linguagens do mercado possuem uma maneira específica de trabalhar com essas strings.

No caso do Python, no entanto, as strings estão embutidas na linguagem de programação de ele oferece diversos métodos diferentes para trabalhar com elas.

Como concatenar strings em Python?

Em alguns códigos, é necessário unir mais de uma string para, consequentemente, unir mais de uma informação escrita.

Estas informações podem ser, por exemplo, o nome e o sobrenome de um usuário dentro de um banco de dados, ou duas características distintas de um produto que devem trabalhar juntas para a identificação do mesmo.

Para fazer essa junção, é necessário concatenar duas ou mais strings, e, em Python, isso é feito pelo sinal de +.

Veja o exemplo abaixo:

peça = ‘Vestido’
cor = ‘Rosa’ 

peça_cor = peça + ‘ ‘ + cor 

print(peça_cor) # Vestido Rosa

A concatenação acontece na linha 4, através do sinal de +.

Como comparar strings em Python?

Há casos, também, em que as strings precisam ser comparadas. Isso pode ser feito com o operador ==.

Veja o exemplo abaixo:

peça_1 = ‘Camiseta’
peça_2 = ‘Camiseta’ 

if peça_1 == peça_2:
print(‘iguais’)
else:
print(‘diferentes’)

Como procurar palavras em string Python

Para procurar palavras em string Python, você deve utilizar o índice x.

Veja o exemplo abaixo:

txt = “Hello, welcome to my world.”

x = txt.find(“welcome”)

x é o índice da string txt onde a palavra “welcome” se inicia print(x).

Como usar acentuação no Python?

Por padrão, o Python não é capaz de reconhecer caracteres acentuados por utilizar a codificação padrão ASCII.

Mas, se você precisa representar algum conteúdo que necessariamente precisa ser acentuado, pode dizer à linguagem de programação qual a codificação de caracteres pretende utilizar.

Isso é feito através do atributo coding.

Para comunicar ao Python que utilizaremos caracteres acentuados, vamos utilizar a codificação padrão UTF-8 através da linha de código:

# coding=UTF-8

Essa linha pode ser a primeira do código, antes de qualquer outra.

O que são e como usar substrings em Python?

Uma substring pode ser considerada uma parcela de uma string inteira.

Para fatiar uma string e acessar uma substring, é necessário fornecer os índices no início e do final da fatia que desejamos visualizar, como no exemplo abaixo:

s[1:5]

Mas, afinal, o que são estes índices?

Para explicá-los, imagine que é possível associar cada caractere de uma string a um número, por exemplo, utilizando uma notação [].

Na prática, isso significa que cara letra de uma string poderá ser representada por um número, como no exemplo a seguir:

O l á ,   m u n d o !

0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Se quisermos visualizar somente os caracteres 1, 5 e 9, podemos escrever a seguinte solicitação:

s = “Olá, mundo!”

print(s[1])

print(s[5])

print(s[9])

O resultado serão as seguintes substrings:

‘l’

‘m’

‘o’

Quais os principais métodos string em Python?

Existem hoje, disponível na biblioteca de string embutida em Python, diferentes métodos de se trabalhar com estes dados e manipulá-los das mais diversas maneiras.

Abaixo, listarei as mais populares e darei uma breve explicação sobre suas funções:

  • find()

Com o método find, podemos procurar por uma substring dentro de uma string maior e retornar a posição onde ela foi achada.

  • replace()

Com o método replace, é possível substituir ocorrências de substrings dentro de uma string.

  • split()

O método split é capaz de desmembrar uma string em diversas outras strings conforme um delimitador previamente descrito no parâmetro.

  • upper()

O método upper serve para que possamos criar uma cópia de uma string com todas as letras minúsculas convertidas em letras maiúsculas. 

  • lower()

Ao contrário do método upper, o método lower cria uma cópia de uma string convertendo todas as letras maiúsculas em letras minúsculas.

  • str()

O método str converte outros dados em strings.

  • isalpha()

O método isalpha serve para identificar um caractere que não é letra dentro de uma string, ou seja, um caractere inválido. Para demonstrar a existência deste caractere, esse método retornada um false.

  • strip()

O método strip retira espaços em branco caso não seja passada nenhuma informação no parâmetro da função no início e no fim de uma string.

  • join()

O método join une cada um dos itens de uma string com um delimitador especificado, e é o método oposto ao split.

Como aprender mais sobre strings e Python?

Com o curso de programação full stack da Kenzie Academy, você aprenderá não somente a manipular strings como dominará totalmente a linguagem de programação Python, um dos conhecimentos mais importantes para um programador ou programadora atualmente.

Com 4 módulos e 12 meses de duração, você ainda pode usufruir do método de pagamento ISA, em que você só começa a  pagar pelos seus estudos após conclui-los!

Conclusão

A manipulação de diferentes tipos de dados é um conhecimento fundamental no currículo de qualquer programador(a) ou estudante.

Se você quer ser um especialista em Python e ainda não domina estas técnicas, coloque a mão na massa e não perca mais tempo!

0

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *