Trabalhar remotamente: 13 dicas e sites de vagas home office

Trabalhar remotamente: 13 dicas e sites de vagas home office


Home office e trabalho remoto: nunca se ouviu tanto falar sobre esses dois termos como do último ano para cá. 

Em tempos de pandemia e necessidade de distanciamento/isolamento por conta da disseminação do novo coronavírus, a prática de trabalho remoto tornou-se uma necessidade e também uma realidade para diversos setores do mercado. 

O home office é uma prática que auxilia no cumprimento das medidas de distanciamento social, recomendadas pelas autoridades em todo o mundo.

No conteúdo de hoje, discutiremos mais a fundo o que realmente significa trabalhar remotamente, suas vantagens, desvantagens e implicações.

Vamos lá?

O que é trabalho remoto?

Mas, afinal, o que é esse trabalho remoto tão falado e quais são suas características? 

O trabalho remoto é toda prestação de serviços que é feita à distância, fora do ambiente físico da empresa. 

Ou seja: quando o colaborador ou colaboradora está desempenhando normalmente sua função em casa, em outro bairro, cidade, estado ou até mesmo em outro país, ele está trabalhando remotamente.

Qual a diferença entre trabalho remoto e home office?

O conceito de home office, como o próprio nome indica, tem mais a ver com o trabalho realizado em casa. Home office = escritório em casa. 

Quando se fala em trabalho remoto, esse entendimento é mais amplo. O trabalho remoto pode ser home office, ou seja, realizado em casa, ou pode ser feito em qualquer outro lugar. 

Se uma pessoa escolhe trabalhar em um café, uma biblioteca, um espaço de coworking ou até mesmo à beira da praia, ela está realizando um trabalho remoto. 

Em resumo, todo home office é trabalho remoto, mas nem todo trabalho remoto é home office.

Quais os tipos de trabalho remoto?

Existem basicamente três formatos ou tipos de trabalho remoto. 

  • Escritório + home office: nesse primeiro tipo de formato híbrido, em um ou mais dias da semana o colaborador deve comparecer ao escritório da empresa. Nos demais, pode realizar o trabalho em casa. 
  • Escritório + trabalho remoto: funciona como a modalidade acima, porém nos demais dias o colaborador não está necessariamente em casa, e sim viajando, em espaços compartilhados ou na rua, trabalhando pelo celular.
  • 100% a distância: modelo que ficou mais em evidência durante a pandemia, em que o colaborador trabalha full time remoto ou em home office. 

Em todas as modalidades, a contratação pode ser por CLT, PJ ou como freelancer. Entenda como cada uma funciona:

Contratado CLT

Segundo a Consolidação das Leis do Trabalho, a CLT, o artigo 75-B define o teletrabalho (que engloba o trabalho remoto) como a prestação de serviços realizada fora das dependências da empresa. 

O colaborador prestará serviços de carteira assinada, porém sem a necessidade de estar presencialmente nas dependências da empresa. 

A responsabilidade de prover os equipamentos e a infraestrutura necessários para o exercício do teletrabalho é da empresa.

Freelancer

O profissional freelancer independente não possui vínculo empregatício ou carteira assinada por uma empresa. 

Nesta modalidade, o profissional costuma atender mais de um cliente, adequando suas tarefas e sua rotina de trabalho conforme sua vontade. 

É uma modalidade que não conta com a garantia mensal de um salário, na maioria dos casos, mas permite flexibilidade e liberdade maiores.

Microempreendedor Individual (MEI)

O microempreendedor individual (MEI) é um profissional autônomo ou freelancer que passa a atuar como pessoa jurídica.  

Ele possui uma inscrição de Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o que facilita empréstimos bancários, emissão de nota fiscal e outras vantagens. 

No entanto, o MEI deve se manter dentro do limite de faturamento máximo anual de R$81 mil.

Quais as vantagens e desvantagens de trabalhar remotamente?

Trabalhar remotamente é algo realmente vantajoso? É bom para o colaborador? E para a empresa, quais são as vantagens? 

O que foi constatado durante a pandemia, período a partir do qual esse formato se popularizou em todo o mundo, é que existem diversas vantagens. 

Para o colaborador, a qualidade de vida é um dos principais ganhos, sobretudo para quem mora distante do escritório físico e precisa diariamente enfrentar trânsito e transporte público. 

Em empresas com rotinas mais flexíveis, o trabalho remoto também permite que o colaborador adapte seu dia a dia e realize tarefas que, antes, não poderiam ser realizadas com ele alocado no escritório. 

Mas também há algumas desvantagens, como a falta de interação social, o risco da sobrecarga de trabalho e a dificuldade de definir horários, o que pode tornar a rotina confusa. 

A falta de um espaço ideal para trabalhar, com mesa, cadeira e iluminação adequada, também pode ser uma desvantagem do trabalho remoto. 

Para as empresas, as principais vantagens são a redução de custos com espaço físico, com a locomoção dos funcionários e com serviços de limpeza e segurança. 

O aumento da produtividade da equipe e a diminuição da ocorrência de atrasos também merece destaque entre as vantagens. 

O salário é diferente para quem trabalha remoto?

Em tese, não existe distinção entre uma função desempenhada presencialmente ou remotamente, desde que ela possa ser realizada plenamente nas duas modalidades. 

Portanto, o salário deve ser o mesmo. Pela CLT, a empresa também deve arcar com os custos que o colaborador passa a ter no desempenho remoto de sua atividade profissional. 

Porém, isso varia de empresa para empresa e deve ser acertado com o empregador.

Quais são as competências exigidas para trabalhar remotamente?

Algumas habilidades para trabalhar remotamente são essenciais para os colaboradores das empresas no cenário atual. 

Dentre elas, estão:

  • Comunicação;
  • Empatia;
  • Trabalho em equipe;
  • Autonomia;
  • Adaptação e flexibilidade.

O que é necessário para trabalhar remotamente?

Para começar a trabalhar remotamente, é preciso contar com uma estrutura que contenha equipamentos com configurações adequadas para a tarefa a ser desempenhada. 

Além disso, o colaborador precisa ter um espaço da casa, mesmo que seja pequeno, destinado ao horário de trabalho. 

Dessa forma, mesmo cumprindo o distanciamento necessário durante a pandemia, há uma separação entre o ambiente de trabalho (mesmo que ele seja apenas uma mesa) e o
ambiente do lar. 


Cadeira ergonômica

A cadeira ergonômica permite que o colaborador fique confortavelmente sentado, preservando a boa postura e a saúde da coluna.

Computador

É necessário ter um computador ou notebook com configurações adequadas para exercer um bom trabalho remoto. Cada tipo de trabalho pedirá uma configuração específica. 

Luminária

Uma luminária é um objeto muito importante no ambiente de trabalho remoto, pois deixa o local adequadamente iluminado – sobretudo os que não contam com iluminação natural. 

Mesa para computador

A mesa é o local de trabalho de quem faz home office, pois dá o suporte aos equipamentos e demais itens necessários. 

Móveis para guardar objetos e documentos

Os móveis para guardar objetos e documentos ajudam a organizar documentos e deixam a mesa livre, o que ajuda na concentração durante as tarefas.  

Organizadores para mesa

Os organizadores de mesa mantêm todos os itens no lugar, permitindo que seja fácil encontrar aquele papel ou documento a qualquer momento.

Quadro ou grid para tarefas

A utilização do quadro ou grid de tarefas permite melhor visualização das tarefas a serem realizadas e das horas consumidas nos projetos.

Profissões que permitem trabalhar remoto

Existem diversas profissões que permitem trabalhar remotamente, dentro das mais diversas áreas de atuação. 

Alguns exemplos são:

  • Desenvolvedor web
  • Profissional de tecnologia em geral
  • Jornalista
  • Revisor de textos
  • Redator
  • Designer Gráfico
  • Contador
  • Empreendedor digital
  • Professor
  • Designer de games
  • Profissional de marketing

A maioria dessas e das demais profissões estão ligadas à tecnologia e comunicação dos tempos atuais – uma tendência cada vez mais crescente.

Dicas para trabalhar remotamente

Se decidir ou precisar trabalhar remotamente, é importante saber de algumas dicas para que a adaptação e o rendimento sejam positivos e tragam bons resultados. 

Dê atenção à sua saúde física e emocional

Cuidar da saúde física e emocional é essencial e auxilia no dia a dia de trabalho, minimizando o estresse diário e problemas de saúde.

Atue em várias áreas

Ampliar seu leque de conhecimento e experiência é algo que pode ser muito útil, garantindo que você seja um(a) profissional atualizado(a). 

Cuide do ambiente de trabalho

Seja no escritório, sala, ou outro lugar em que estiver exercendo o trabalho remoto, saiba que é importante manter o ambiente sempre limpo e organizado. Sua saúde agradece!

Defina seus horários

Saber em quais horários você tem o melhor rendimento é uma ótima maneira de otimizar a produtividade. 

Além disso, sempre que possível, respeite os horários de início e término da jornada. Depois do horário, evite responder e-mails ou mensagens. 

Defina suas metas

Faça uma lista de tarefas e metas ao longo do dia para priorizar o que é preciso. 

Além disso, a lista de tarefas o ajudará a lembrar de todas as suas tarefas, acompanhar o seu progresso e facilitar o cumprimento de mais tarefas.

Faça pausas

As pausas durante o horário de trabalho são indispensáveis. 

Elas fazem bem para a circulação sanguínea, para relaxar a musculatura das costas e para descansar a mente e o corpo de forma geral.

Invista em ferramentas

As ferramentas são essenciais para um dia a dia no home office ou trabalho remoto. Existem diversas alternativas gratuitas e pagas, dependendo do que você precisa na sua rotina. 

Entre os principais benefícios do uso de ferramentas, estão: 

  • Redução de ruídos de comunicação; 
  • Diminuição de falhas e atrasos operacionais; 
  • Redução de atrasos na entrega de projetos;
  • Otimização do gerenciamento de tarefas.

Se destaque atualizando seus conhecimentos

Invista na atualização de seus conhecimentos. Dessa forma, você terá mais oportunidades e chances de se promover na área que estiver atuando. 

Além disso, se atualizar traz mais experiência e maturidade profissional.

Se organize

Organização é essencial! Identifique todas as tarefas do dia e da semana, classificando as que são mais importantes e urgentes e seguindo a prioridade.

Quanto mais organizada for a rotina, mais produtivo será seu dia a dia. 

Seja um Microempreendedor Individual (MEI)

Se você pretende trabalhar como autônomo, a dica é tornar-se um Microempreendedor Individual (MEI). 

Ao se cadastrar como Microempreendedor Individual, você passa a ter CNPJ, regularizando a sua atividade e passando a ter obrigações e direitos de uma pessoa jurídica.

Tenha um fundo de reservas

Ter um fundo de reserva é fundamental. Como freelancer ou autônomo, é provável que você não vá ter uma renda fixa segura mensal. 

Por isso, construa um fundo de reserva para imprevistos ou para meses em que a entrada de recursos seja menor. 

Tenha um portfólio formado

Construir um portfólio é essencial, tanto para quem é recém-formado quanto para quem já atua na área há algum tempo. 

O portfólio comprova a trajetória profissional, os resultados alcançados, e demonstra a competência para assumir a responsabilidade na posição desejada.

Use algum método de trabalho, como o Pomodoro ou ABC

Métodos como Pomodoro ou ABC, direcionados ao gerenciamento de tempo, ajudam a ter mais foco e a otimizar o tempo de desenvolvimento de tarefas. 

Além disso, eles também ajudam a determinar as pausas entre uma tarefa e outra. 

Pomodoro significa tomate em italiano. O tomate simboliza o tempo total durante o qual você pode fazer determinada tarefa. 

Cada pomodoro é dividido em quatro pomodoris (quatro partes), de 30 minutos cada. Você faz uma tarefa por 25 minutos e descansa 5, até completar duas horas.

Já o método ABC é uma técnica bastante simples de definição de prioridades. 

As tarefas mais importantes, urgentes e prioritárias são letra “A”; as tarefas que são importantes, mas não são absolutamente urgentes são letra “B”; e as menos prioritárias, “C”.

Sites para encontrar trabalhos remotos

Alguns sites podem ajudar muito a encontrar vagas remotas em diversas áreas. Segue a dica de alguns:

  • Trampos.co: vagas na área de marketing e tecnologia.
  • Freela.io: oportunidades freelancer para desenvolvedores de software.
  • Jobs GitHub: oportunidades de atuar com tecnologia.
  • Rockcontent: conecta produtores de conteúdo a trabalhos remotos na área.
  • Gun.io: plataforma para desenvolvedores de software. 
  • Gamedev.jobs: para quem trabalha com desenvolvimento de games.
  • Stackoverflow.com: vagas remotas em áreas de desenvolvimento e programação.

Conclusão

Há muitos benefícios em trabalhar remotamente, e, claro, também existem desafios. 

Para se capacitar e se candidatar a vagas remotas com ótimos salários, o ideal é buscar uma formação completa, abrangente, e que se aprofunde nas mais diversas linguagens e tecnologias de programação. 

Na Kenzie Academy, você encontra uma formação completa e sai pronto para o mercado de trabalho em apenas 12 meses com o nosso curso de programação full stack.

Nosso currículo abrange tecnologias front-end nos 6 primeiros meses de curso e back-end nos 6 meses finais para formar o melhor e mais preparado profissional full stack. 

Os 12 meses de curso são divididos em 4 módulos, focados no desenvolvimento de hard e soft skills.

+1

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *