O que é web design, quais são as vantagens, onde atua o web designer e o que faz

O que é web design, quais são as vantagens, onde atua o web designer e o que faz


Dizem que a primeira impressão é a que fica. Essa máxima deve estar sempre no horizonte dos desenvolvedores de sites, sistemas e aplicativos da Web. 

É com isso que se preocupa, basicamente, o web design, com layout de aplicações, focando na experiência do usuário e isto é fundamental para um produto final de sucesso. 

Mas engana-se quem pensa que se limita apenas ao layout! Veja a seguir tudo sobre web design.

O que é web design?

O Web Design é o conjunto de estratégias que visam pensar no layout de aplicações para a web, a fim de proporcionar ao usuário a melhor experiência possível na hora de utilizar interfaces digitais.

Isto significa criar um ambiente propício para a ação desejada, seja ela uma compra ou não, pensando em um público específico, o target do negócio.

Quais os elementos primordiais do web design?

Quem nunca se sentiu frustrado ao navegar em um site lento? E quando aquela loja online que, na hora de finalizar o pedido, dá erro? 

Você deve se lembrar também de algum site que, apesar de ter aquilo que você queria ver, não te estimulava a navegar por não ter uma interface agradável, apresentar pop-ups excessivas ou um conjunto de cores que incomodava. 

Cada um desses problemas é tratado por uma regra do Web Design. Vamos ver algumas delas com mais detalhes:

  • Responsividade

A responsividade diz respeito a maneira como as interfaces Web se comportam quando visualizadas em tamanhos diferentes. 

Ela tem tudo a ver também com a maneira como navegamos e utilizamos dispositivos diferentes. 

Quando usamos um computador convencional, a tela é horizontal e usamos o mouse para fazer clicks. Já em um tablet ou celular, a visualização é na vertical e usamos os dedos para fazer clicks e aplicar zoom. 

Uma interface é responsiva quando ela se adapta automaticamente ao tipo de dispositivo, orientação e resolução da tela. 

Com a popularização dos smartphones, a maioria dos acessos a sistemas e sites Web é feita a partir de dispositivos móveis. Por isso, é fundamental que essas interfaces sejam responsivas. 

  • Escaneabilidade

Quando o usuário acessa o conteúdo de um site, é preciso que esse conteúdo não seja cansativo. Ele pode ser longo, mas não deve ser massante. 

Um texto escaneável permite ao usuário uma espécie de leitura dinâmica do conteúdo, deixando a leitura mais fluida. 

Se o texto de um site é muito complicado, o usuário não vai exitar em fechar a página e procurar outra que ele consiga ler com mais facilidade. 

As técnicas de escaneabilidade conferem ao conteúdo essa característica. Existem diversas técnicas que podem ser aplicadas para a otimização do texto de modo a aumentar a probabilidade de o usuário permanecer no site e consumir seu conteúdo. 

  • Tipografia

A escolha da tipografia da interface web é fundamental. É preciso que haja, primeiramente, consistência no uso da fonte em todo o site; uma fonte moderna, que chame a atenção pelo design e, sobretudo, que seja agradável de ler.

A tipografia também se refere à escolha do tamanho da fonte nos diversos componentes da interface, bem como seus estilos.

O uso excessivo de negrito é um bom exemplo. A fonte pode ser belíssima e é absolutamente agradável de ler. No entanto, se o texto tem muito negrito, se torna pesado e deixa de ser atrativo ao usuário. 

  • Velocidade do carregamento

Demora para uma página carregar é definitivamente coisa do passado. Com a chegada da banda larga com velocidades cada vez maiores, passa a ser responsabilidade do desenvolvedor a velocidade com que uma página é carregada. 

Nesse sentido, o Web Design é fundamental. Quanto mais pesada for a página, mais lenta ela será. O mesmo vale para sistemas Web, cuja infraestrutura e back end devem ser pensados com a finalidade de ter o tempo de resposta mais curto possível. 

Quais são as vantagens do web design?

Imagina chegar em uma página e não localizar as informações de que precisa? Todos nós, como usuários – e possíveis consumidores, iremos procurar outro site, até obter o que desejamos.

A vantagem de se ter um trabalho profissional de web design é garantir um lugar agradável e organizado para a navegação do usuário, a fim de que ele permaneça

na página, aumentando a relevância do site na web.

Além disso, sabemos que estes usuários, quando têm boa experiência dentro de uma página, se sentem seguros para compra. Ou seja, aplicações bem desenhadas geram mais conversão em vendas.

  • Primeiro impacto

A apresentação de uma marca é de extrema importância para a sua reputação. Quando se comunica certo, o público interage, responde e pode se tornar muito mais que um comprador, um fã e até promotor desta marca.

Portanto, cada detalhe sobre o negócio irá compor este grande quandro da imagem que se quer passar na internet.

  • Melhor SEO

Além dos anúncios pagos, cujos custos variam pela quantidade de cliques que o resultado pode ter, uma das práticas mais utilizadas para conseguir boas colocações na chamada busca orgânica, o espaço sem conteúdo pago, é chamada de Search Engine Optimization (SEO).

O SEO é, portanto, o conjunto das estratégias para tornar um site amigável na internet. Uma delas é, sem dúvida, a preocupação com o design, fundamental dentro da esfera de UX (experiência do usuário), que é considerado um dos principais fatores que levam uma página a rankear dentro dos mecanismos de busca.

Sites que se preocupam com as otimizações aparecem muito mais, obtém mais tráfego orgânico e, consequentemente, mais vendas.

  • Vantagem competitiva

Não importa o quão nova uma empresa seja, ela precisa entender quem são seus concorrentes e o que precisa ter para superá-los. 

Ter um site a altura do de seus principais competidores é um ótimo ponto de partida para se tornar mais competitivo.

  • Maior geração de receita

Investir em design é aumentar as chances de uma página performar, pois, quanto mais pessoas forem atraídas a entrar e permanecer no site, maior é a chance de conversão em vendas e maior se torna a receita.

  • Melhora o marketing boca a boca

As pessoas gostam do que é belo, criativo, inovador e, por isso, acabam compartilhando entre elas aquilo que acham interessante. 

Com as marcas, isto também acontece. Quem nunca recebeu ou enviou para alguém uma marca ou produto? Por isso, chamar a atenção das pessoas, pelo design e conteúdo, pode surtir efeito positivo no marketing boca a boca.

  • Melhor acesso à informação

É impensável não estar presente nos meios digitais em nossos tempos. Com o crescimento do comércio eletrônico e do consumo de informação online, marcas que priorizam a presença digital são lembradas, encontradas e acessadas muito mais.

Pensar no design é facilitar o acesso das pessoas às informações que elas buscam.

O que faz um web designer?

O Web designer é o profissional que irá aplicar todos esses conceitos discutidos, com a finalidade de projetar interfaces web. 

É tarefa do Web designer considerar a experiência do usuário, usabilidade, navegabilidade e aparência da interface. 

É muito comum confundir o papel do web designer com o do desenvolvedor. O desenvolvedor é aquele que irá efetivamente programar os sites ou sistemas. Já o trabalho do web designer vem antes disso e vai muito além da escolha de fontes e cores. 

Além do design, o profissional deve levar em consideração a maneira como o usuário irá interagir com a interface web. A facilidade de navegação pelo conteúdo é fundamental. 

Da mesma forma que um texto não escaneável não prende o usuário, um site difícil de navegar também não vai fidelizar o usuário, que vai naturalmente migrar para outro site que tenha a navegabilidade mais agradável. 

Onde atua um web designer?

O profissional encontrará oportunidades tanto em empresas especializadas em desenvolvimento de sites web como em empresas de desenvolvimento de software, pois a grande maioria dos sistemas possuem interfaces que precisam ser desenhadas e projetadas.

Além disso, há também muitas agências e produtoras onde o profissional poderá atuar, dentro do marketing digital e da publicidade.

Como se tornar um web designer?

Quem quer uma profissão com grandes oportunidades no mercado, buscar formação dentro do Web Design pode ser uma aposta certa.

Apesar de não ser obrigatório para atuar na área, quem deseja iniciar os estudos e se tornar um web designer freelancer pode escolher algumas opções de modalidades de cursos:

  • Graduação

Com duração média de 4 anos, os cursos de graduação preparam o profissional web designer de forma mais completa. Isto porque, não existe curso universitário especificamente com este nome, mas o curso Design Gráfico dá conta de toda formação necessária para ir longe na carreira.

Quem optar pelo nível superior poderá passar por áreas do conhecimento como a Semiótica, além de se aprofundar no uso de softwares de edição, como Photoshop, Fireworks, Illustrator e Corel Draw.

  • Cursos técnicos

Já existem cursos técnicos, com investimentos mais baixos e de duração de 1 a dois anos que oferecem grade curricular interessante para quem quer trabalhar com design, são eles Design Digital e também o Desing Gráfico.

  • Cursos online

Existe uma imensa variedade de cursos de web designer EAD, ideal para quem busca a praticidade de estudar no tempo que tem disponível. 

Muitos profissionais que querem se especializar na área começam pelos cursos online pela facilidade da videoaula e investimento mais baixo que a graduação.

O que se aprende no curso de web design?

O estudante do curso de web design irá aprender sobre tipografia, desenho técnico, estética, teoria das cores, usabilidade, performance, etc.

Além do conteúdo ligado a desenho propriamente dito, a parte que envolve tecnologia é igualmente importante. Nela, o estudante verá a linguagem de marcação HTML, além de CSS  e JavaScript, as mais utilizadas para construção de websites.

Indo mais a fundo na área da programação, o designer também entrará em contato com as tecnologias PHP, ASP, CGI, Cold Fusion, SQL, Ruby on Rails, JSP, etc.

Qual é o salário de um web designer?

O salário de um web designer dependerá do tempo disponível e da jornada pretendida por ele. Muitos preferem se manter autônomos, executando trabalhos esporádicos.

Na modalidade CLT, os salários vão de R$2.000,00 a R$4.000,00, dependendo do nível de conhecimento do profissional e anos de experiência.

O que não se pode negar é que o mercado está cada vez mais precisando de pessoas qualificadas para a função.

Conclusão

Hoje vimos o quão fundamental é o trabalho do web designer para uma estratégia de marketing e que ele se preocupa não somente com a aparência, mas com a funcionalidade e performance do que está desenhando.

É um trabalho estratégico, técnico e muitas vezes artístico, pois envolve criatividade e imaginação.

Se hoje temos a internet que temos, com a rapidez para fazer as coisas que pretendemos, é porque antes, um trabalho de web design foi devidamente realizado.

+1

Escreva o primeiro comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *